Corinthians desmente Andrés e diz que Lula não ajudou em novo estádio

ESPN.com.br
Andrés: 'O Corinthians não tem dinheiro para ter um estádio de Copa'

Depois de uma matéria sobre a construção da Arena Corinthians na Revista Exame, o Corinthians decidiu se pronunciar para esclarecer alguns pontos citados na reportagem. Entre outras coisas, a nota oficial do clube desmentiu declarações do ex-presidente e responsável pelo estádio, Andrés Sanchez, sobre a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 

LEIA MAIS
Andrés explica ajuda de Lula: 'O que demoraria um mês era feito no dia seguinte'
Sanchez diz que avisou Valcke: 'quem vai pagar os R$ 60 milhões é o Corinthians'
Andrés confirma que vai se candidatar a deputado federal: 'vou lá ver como é que é'

Segundo entrevista do cartola para o Bola da Vez, no mês passado, Lula também foi importante para agilizar uma série de burocracias que atrapalhavam a execução das obras.

"O Lula foi importante, é óbvio que um presidente da República, conselheiro do Corinthians, amigo meu, em muitas coisas que eu demoraria um mês para ser atendido, eu fui atendido no dia seguinte. Os próprios dutos da Petrobras, eu fui duas vezes lá e não me atendiam. Eu disse 'chefe', e virou o que virou, é o que a gente estava falando. Então, um dia, essa história toda vai ser contada e eu espero que não esteja nem eu nem ele aqui para que se fale a dificuldade que há nesse pais para se fazer as coisas bem feita", afirmou Andrés.

A nota, no entanto, diz o contrário, negando também o que está na matéria da Revista Exame, que conta detalhes de como saiu o projeto e encontros entre as duas figuras públicas.

"Vale ressaltar também que a única participação do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva em todo o processo foi a intenção de que a Arena Corinthians fosse construída na zona leste de São Paulo. Graças à ação de todos os que participaram da viabilização do projeto, as obras geraram 6 mil empregos diretos e 20 mil indiretos. E agora, depois de concluída, a Arena é um fator importante para o desenvolvimento de uma região carente da cidade, criando novos empregos e gerando renda, constituindo-se em verdadeiro legado para a sociedade, o que atende plenamente aos objetivos da lei municipal que possibilita o uso dos CIDs (Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento)", explica o texto.

Ramiro Garcia / ESPN.com.br
Torcidas organizadas protestaram contra Andrés após o jogo
Torcidas organizadas protestaram contra Andrés após o jogo

Veja a nota na íntegra

O Sport Club Corinthians Paulista e a Odebrecht Infraestrutura gostariam de esclarecer equívocos da matéria "Itaquerão - O maior mistério da Copa ", publicada na edição da Revista Exame do dia 28 de maio de 2014. Ao contrário do que diz a reportagem, o custo total do estádio ficou em R$ 985 milhões, referidos a maio deste ano. O valor restante é relativo a juros bancários cobrados de empréstimos pontes necessários para custeio da obras, enquanto perduravam as longas negociações pelas fontes definitivas de recursos, e a obras do overlay (temporárias para a Copa do Mundo FIFA Brasil 2014). É a Odebrecht quem está financiando o Corinthians para a cobertura desses custos extras e também para o pagamento de obras complementares ao projeto inicial da Arena Corinthians.

Esclarecemos ainda que a melhor referência para analisar o valor do estádio não é a relação por assento, mas sim por metro quadrado. Assim a Arena Corinthians, nome correto do estádio - e não Itaquerão, como a Revista Exame mencionou durante toda a matéria -, apresenta um custo de R$ 5.157 por metro quadro, valor compatível ao de empreendimentos de porte e acabamentos semelhantes.

Ainda sobre os valores, o Corinthians afirma que o valor de contrato para a compra de louças e metais dos banheiros teve um custo de R$ 600 mil. Portanto, não procede a informação de que o clube teria pago R$ 2 milhões a mais para a comprar destes produtos.

Durante todas as negociações entre o Corinthians e a Odebrecht, para definição do orçamento, sempre houve transparência e respeito, em um comportamento esperado entre partes de um contrato privado. A Construtora executou o projeto definido pelo Corinthians, seguindo especificações que visam um projeto sustentável financeiramente e que atenda às expectativas de sua torcida e associados.

Vale ressaltar também que a única participação do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva em todo o processo foi a intenção de que a Arena Corinthians fosse construída na zona leste de São Paulo. Graças à ação de todos os que participaram da viabilização do projeto, as obras geraram 6 mil empregos diretos e 20 mil indiretos. E agora, depois de concluída, a Arena é um fator importante para o desenvolvimento de uma região carente da cidade, criando novos empregos e gerando renda, constituindo-se em verdadeiro legado para a sociedade, o que atende plenamente aos objetivos da lei municipal que possibilita o uso dos CIDs (Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento).

Por fim, o Corinthians afirma que em dois meses todas as contas da Arena Corinthians estarão à disposição de todos os interessados no www.corinthians.com.br/arena.

Comentários

Corinthians desmente Andrés e diz que Lula não ajudou em novo estádio

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.