Festa da abertura da Arena termina com renda recorde e protestos contra Andrés

Igor Resende e Camila Mattoso, da Arena Corinthians, para o ESPN.com.br
Ramiro Garcia / ESPN.com.br
Gaviões da Fiel ficou após o jogo para reclamar dos preços dos ingressos
Gaviões da Fiel ficou após o jogo para reclamar dos preços dos ingressos

A tão esperada festa de abertura da Arena Corinthians acabou em protesto da Gaviões da Fiel, principal torcida organizada do clube. Depois da frustrante derrota por 1 a 0 para o Figueirense, os torcedores permaneceram no estádio e gritaram contra os dirigentes por conta dos preços cobrados pelos ingressos.

"Andrés, aqui não tem burguês", gritaram os Gaviões contra o ex-presidente Andrés Sanchez, considerado o ‘pai' da nova casa corintiana.

LEIA MAIS
Figueirense estraga a festa e bate o Corinthians na abertura da Arena
Mano lamenta, mas diz que derrota e atuação ruim não apagam 'dia inesquecível'
Diretor-geral do COL garante: 'Arena Corinthians foi uma das melhores nos eventos-testes'

Toda a polêmica é por conta do preço cobrado pelos ingressos. O setor em que ficaram as torcidas organizadas estava avaliado em R$ 50 neste domingo - e apenas para uma peqeuna parcela dos torcedores. O problema é que o preço para o jogo contra o Figueirense não foi definido pelo Corinthians, e sim pela prórpria Arena. Ou seja, pelo próprio Andrés Sanchez.

Ramiro Garcia / ESPN.com.br
Torcidas organizadas protestaram contra Andrés após o jogo
Andrés foi alvo de protestos na Arena

Se causaram polêmica com as organizadas, os preços altos também foram responsáveis por um recorde do Corinthians. Com um público pagante de 36.122 pessoas, o clube conseguiu a maior renda de sua história: R$ 3.029.801,70.

A escolha pelo preço mais alto foi justificada justamente por ser a festa de abertura da Arena Corinthians. Andrés garante que ao menos 40% do estádio terá setores com preços populares, por volta de 30 ou 40 reais, um valor que ainda não foi definido.

Curiosamente, Andrés também recebeu apoio da torcida durante o jogo. E justamente do torcedor comum, que pagou mais caro pelo ingresso e gritou o nome do ex-presidente ainda antes de a bola rolar.

Depois do jogo, em entrevista coletiva, Andrés Sanchez respondeu a todas as críticas. 

"São mais de 30 milhões de torcedores. Tem quem pode pagar 1 milhão e tem quem pode pagar 30, 40 reais. Manter uma arena dessas não é barato. Não explorei o torcedor. O sócio-torcedor tem um desconto e ele é o nosso foco. Sou livre para reclamação, para chiadeira e para tudo. Futebol é paixão", disse.

E se as organizadas atingiram o ex-presidente, elas também seguiram seus protestos contra o atual mandatário do clube. "Mario Gobbi, cuzão, fora do Timão", gritaram os organizados. Gobbi é considerado o grande responsável pela grande queda de rendimento do Corinthians desde a temporada passada.

Comentários

Festa da abertura da Arena termina com renda recorde e protestos contra Andrés

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.