Ex-mecânico da Ferrari envolvido em espionagem morre em acidente de carro

ESPN.com.br com Agência EFE
Getty
Nigel Stepney, em imagem de 2005, quando era membro da Ferrari
Nigel Stepney, em imagem de 2005, quando era membro da Ferrari

O inglês Nigel Stepney, ex-mecânico da Ferrari acusado em 2007 de espionar a escuderia italiana em favor da McLaren - para a qual pilotavam naquele ano o espanhol Fernando Alonso e o inglês Lewis Hamilton -, morreu nesta sexta-feira em um acidente de trânsito, informou o grupo automobilístico JRM, para o qual trabalhava.

LEIA MAIS
Massa vê falta de sorte e diz acreditar em possibilidade de vencer
Cerca de 20 mil pessoas vão ao circuíto de Ímola para homenagear Senna

Em comunicado, a companhia disse que Stepney, de 56 anos e que era gerente e diretor técnico de sua equipe de corridas, deixa a mulher, Ash, e uma filha, Sabine.

Stepney foi contratado pela JRM em 2010 após uma longa carreira na Fórmula 1 que acabou
manchada em 2007.

Um tribunal italiano o condenou a 1 ano e oito meses de prisão por sabotagem, espionagem industrial e fraude esportiva, e, apesar de não ter chegado a cumprir pena, não voltou a trabalhar na Fórmula 1, lembrou a rede britânica "BBC".

"Desde o momento em que Nigel se uniu à JRM em 2010, foi um membro de vital importância para a equipe e trouxe um nível de experiência em engenharia sem comparação", declarou na nota o proprietário do grupo JRM, James Rumsey.

O dirigente afirmou ainda que o homem que colaborou com Ayrton Senna na Lotus e com Michael Schumacher na Ferrari "era o candidato perfeito para estabelecer a JRM como uma equipe competitiva nos circuitos".

Comentários

Ex-mecânico da Ferrari envolvido em espionagem morre em acidente de carro

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.