Presidente do Palmeiras diz que Kardec está fora e ataca São Paulo

Lucas Borges, de São Paulo (SP), para o ESPN.com.br
Nobre ataca São Paulo e anuncia: 'Kardec não continua porque não quer'

O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, anunciou em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira que Alan Kardec não é mais jogador do clube. O dirigente declarou que foi avisado pelo pai do atleta de que ele está acertado com o São Paulo.

O fato de o rival do Morumbi ter atrevessado a negociação de renovação do contrato de Kardec, até então emprestado até junho para o Palmeiras, revoltou Nobre, que não poupou críticas ao presidente recém-eleito Carlos Miguel Aidar. O São Paulo deve pagar 4,5 milhões de euros - R$ 13,7 mi - ao Benfica, dono do atacante e R$ 350 mil de salários ao atleta. 

LEIA MAIS
Pai de Kardec confirma stress por 'barganha' de Paulo Nobre
Palmeiras anuncia contratação de Henrique, da Portuguesa
Gilson Kleina pede mais reforços para o elenco alviverde

"Sábado, fui comunicado pelo staff do jogador, pelo pai, que não havia hipótese alguma dele continuar no Palmeiras porque estava apalavrado com o São Paulo, desde a semana passada estava certo. Diante disso, perguntei se não havia possibilidade de o Palmeiras ter acesso à proposta para eventualmente cobrí-la. Ele disse que a única hipótese dele continuar seria rompendo com ele, pai, se ele não administrasse mais a carreira do filho. Não tive nem chance de fazer uma contra-proposta", alegou o mandatário, que disse ter conseguido os 4,5 milhões de euros com um investidor de "contato pessoal."

"O Palmeiras tinha até o final de maio para fazer a negociação acontecer, estava muito próximo do final, muito, muito próximo. Tanto é que quando fomos pro jogo com o Criciúma - domingo retrasado - estava tranquilo. O problema é que um time entra na negociação de forma absolutamente anti-ética. Kardec era jogador do Palmeiras sobre contrato e com a negociação em curso entra um time fazendo uma proposta que o staff do jogador achou por bem aceitar."

"Outros presidentes me disseram, 'temos interesse em Kardec, assim que vocês encerrarem, vamos entrar para negociar'. Mas no curso da negociação, de maneira sorrateira...isso é absolutamente anti-ético e cabe uma reflexão. Os clubes são totalmente desunidos, na hora de negociar contratos, cotas de TV, somos muitos mais fracos. Do que adianta você se vangloriar de dar um 'passa muleque' e continuar fraco? O que eu mais me causa estranheza é que o senhor que é presidente do São Paulo - Aidar - é um dos fundadores do Clube dos 13 e chega fazendo isso. A relação entre São Paulo e Palmeiras é péssima desde os anos 40 e com certeza com essa administração que entrou não vai ser diferente. O Palmeiras não é bonzinho, é ético e vamos continuar com essa política porque acreditamos que assim se faz política no futebol", continuou Nobre.

O mandatário palmeirense alegou que "defende cada R$ 1 do clube" e que não gastaria a toa. "Minha obrigação é com a responsabilidade financeira do Palmeiras. Se o clube hoje vive mal momento financeiro, é porque outras administrações gastaram não só o seu dinheiro, como o de administrações futuras". Ele afirma não ter medo de ter a imagem manchada com a torcida. "Não sou populista, assumo a responsabilidade. O jogador veio de graça e sai de graça"

Sobre alegação confirmada pelo pai de Kardec de que uma redução de R$ 20 mil no salário quando os lados estavam praticamente acertados teria tirado a paciência do staff do atleta, Nobre declarou que o tempo todo negociou em três frentes, variando os valores entre salário fixo, luvas e salários por produtividade, estratégia que tem sido adotado pela atual diretoria.

O dirigente alviverde também não poupou críticas a Kardec, jogador que, segundo ele, saiu de "encostado" no Benfica B a cotado à disputar a Copa do Mundo com a seleção no Palmeiras.

Nobre não comentou sobre a possível contratação de Walter, do Fluminense, como substituto ou sobre outro 'chapéu' do São Paulo, desta vez com Wesley, meio campista palmeirense que estaria nos planos tricolores. Mas garantiu que virão novos reforços. "Estamos com contratações pontuais que vão acontecer até o final do 'break' da Copa. O time segue com a mesma pretensão, entra em campo para ganhar sempre."

Nobre lembra ostracismo de Kardec em Portugal e afirma que filosofia do Palmeiras é inteligente

 

Comentários

Presidente do Palmeiras diz que Kardec está fora e ataca São Paulo

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.