Pelé lança coleção de diamantes criados a partir de seu cabelo; preço é de 'Rei': 7,5 mil dólares

Francisco De Laurentiis, do ESPN.com.br
Getty
Diamante
Pelé lançou linha de diamantes personalizados; ao todo, serão vendidas 1.283 pedras, uma para cada um de seus gols

Aos 73 anos, Pelé segue com tudo e investindo em novos negócios. Nesta segunda-feira, o "Rei do Futebol" lançou sua coleção personalizada de diamantes, em parceria com a empresa Brilho Infinito.

As pedras foram criadas a partir de fios do cabelo do melhor jogador de todos os tempos. Ao todo, serão vendidos 1.283 diamantes, representando cada um de seus gols por Santos, New York Cosmos, seleção brasileira e seleção das forças armadas.

Cada item da coleção será entregue em uma caixa especial, com placa indicativa do número do gol e uma escultura banhada a ouro, com iluminação LED, representando seu famoso gol de bicicleta.

LEIA MAIS
Pelé vê morte de operário como 'normal' e se preocupa com aeroportos para Copa: 'Caos'
Pelé compara C. Ronaldo a Dadá Maravilha e elogia 'Schweinstnegger', da seleção alemã
Pelé Show: 'Rei' cobra homenagens a José Wilker e leva susto com invasão de Popó
Pelé rebate críticas de Cruyff sobre Neymar: 'Está enganado'
Pelé brinca sobre boato de morte: 'Vão ter que me aturar muito'

Junto ao diamante, também será entregue um pendrive contendo a gravação do processo de transformação do cabelo de Pelé em diamante artificial, além de um certificado assinado de próprio punho pelo craque indicando a origem do cabelo e o gol da homenagem.

"Fiquei encantado com a possibilidade de poder dividir momentos tão importantes, que fizeram parte da minha vida, e em saber que os meus gols serão eternizados não só nas lembranças, mas na forma de diamantes. Cada gol é como um filho e tem grande valor sentimental", disse Pelé.

A coleção será produzida exclusivamente na cor amarelo-real, na lapidação brilhante, em diferentes tamanhos pré-determinados: 1073 de meio quilate, 200 de 0,7 quilates e 10 de 01 quilate cada.

Já o preço dos diamante é para as carteiras mais recheadas: a partir de 7,5 mil dólares para os gols "normais". Já para os tentos mais simbólicos, como o gol 1, feito em 7 de setembro de 1956, ou o gol 1000, anotado em 19 de novembro de 1969, o preço ainda é mais caro, revelado apenas "sob consulta".

Parte das vendas das pedras preciosas será revertida para o Instituto de Pesquisas Pelé Pequeno Príncipe, que desenvovle pesquisas da área básica e clínica em doenças complexas da infância.

Pelé torce para uma final Brasil x Uruguai e fala sobre 'Neymar maduro'
Comentários

Pelé lança coleção de diamantes criados a partir de seu cabelo; preço é de 'Rei': 7,5 mil dólares

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.