Com pênalti polêmico, lanterna Audax arranca empate no fim e complica Botafogo

ESPN.com.br
Veja os gols de Audax-RJ 2 x 2 Botafogo

A situação do Botafogo no Campeonato Carioca-2014 acaba de tornar-se um pouco mais complicada. No retorno dos titulares após dois jogos atuando com os suplentes, o time não saiu do empate com o lanterna Audax, em Moça Bonita, e distanciou-se ainda mais da zona de classificação às semifinais. "El Tanque" Ferreyra e Willian marcaram os gols do primeiro tempo. Marcelo Mattos colocou o Alvinegro à frente na etapa final, e Washington, em cobrança de pênalti inexistente, selou a igualdade no fim: 2 a 2. A partida ainda foi marcada por outros erros de arbitragem, como dois impedimentos em ataques perigosos do Audax.

LEIA MAIS
Público das 12 rodadas dos grandes clubes do Rio cabe em 1 Maracanã

Na 6ª posição, com 16 pontos, os comandados do técnico Eduardo Hungaro estão agora a sete da 4ª colocada Cabofriense, que ainda vai a campo ainda nesta quinta-feira enfrentar o Volta Redonda, no fechamento da 12ª rodada. Mesmo em caso de vitória da equipe da Região dos Lagos, ainda há chances matemáticas de classificação, já que o Vasco tem 24 pontos. O próximo compromisso do Botafogo é o clássico contra o Flamengo, às 18h30 (de Brasília) de domingo, no Maracanã.

O Audax, por sua vez, segue sua luta desesperada contra o rebaixamento à Série B do Carioca. São apenas 7 pontos conquistados e oito gols marcados em doze partidas. A diferença para o Resende, o primeiro time fora da zona de rebaixamento, é de dois pontos. O time de São João de Meriti visita o Nova Iguaçu às 16h de domingo, no Laranjão.

O jogo

Vindo de derrota para o Macaé, o Botafogo entrou em campo com a "corda no pescoço", precisando vencer para evitar de se tornar o primeiro grande eliminado do Carioca-2014. O Audax, por sua vez, seguia sua briga desesperada contra o rebaixamento, após duas partidas sem vencer.

A urgência de parte a parte, no entanto, não proporcionou um início de jogo emocionante. E não dava nem para culpar o calor de Moça Bonita, que se escondeu atrás das nuvens que cobriram o Rio de Janeiro após o Carnaval. A primeira grande oportunidade foi do Audax, que chegou bem pela direita, mas Jonathan Balotelli chutou por cima do gol aos 9 minutos. Aos 18, Willian cobrou falta com veneno, mas Helton Leite espalmou.

O Botafogo respondeu imediatamente e "esquentou" o jogo. A válvula de escape foi Edílson, que desceu bem pela direita e cruzou para finalização de Jorge Wagner. Paulo Vítor defendeu firme no meio do gol. Na volta da parada técnica, o mesmo Edílson cruzou rasteiro para "El Tanque" Ferreyra completar para o fundo das redes e fazer 1 a 0.

Mas o Audax, que marcara apenas quatro gols em dez jogos antes de anotar três contra o Bonsucesso no final de semana, provou que a fase ofensiva melhorou e chegou ao empate da maneira que mais assustara o Botafogo: em cobranças de falta de Willian. Aos 31 minutos, o camisa 8 soltou uma bomba de pé esquerdo e acertou o canto de Helton Leite, que caiu atrasado e conseguiu apenas tocar de leve na bola.

Na volta para o segundo tempo, a emoção, enfim, começou a dar as caras para os 481 torcedores que compareceram a Moça Bonita - o segundo menor público do Botafogo no Carioca. Logo no primeiro minuto, Marcelo Mattos aproveitou passe de Julio Cesar e chutou forte para defesa de Paulo Vítor. O Audax respondeu em finalização de longe de Balotelli, que Helton Leite espalmou pela linha de fundo.

O lance deu moral ao lanterna, que começou a chegar com mais intensidade. No minuto seguinte, a assistente Alessandra Amorim marcou impedimento errado em passe para Washington, que sairia cara a cara com o gol. O experiente centroavante ainda perdeu um lance claríssimo após Balotelli aproveitar falha de Dória.

Mas o alívio alvinegro veio. Aos 17 minutos, Edílson, novamente, cruzou pela direita, desta vez em cobrança de falta, e encontrou Marcelo Mattos, que cabeceou no contrapé de Paulo Vítor para fazer 2 a 1. O técnico Eduardo Hungaro aproveitou a vantagem para substituir Gegê por Bolatti e "fechar a casa" para aproveitar a vantagem no placar.

O jogo parecia encaminhar-se para uma vitória do Botafogo, mas a situação começou a mudar conforme uma chuva fina caiu sobre Moça Bonita nos minutos finais. Na sequência de mais uma marcação de impedimento errada contra o Audax, David dividiu com Helton Leite aos 33 minutos e se atirou. O árbitro Wagner Magalhães marcou pênalti polêmico do goleiro, e Washington cobrou bem, no alto, para selar a igualdade que mantém o lanterna vivo no Carioca e complica ainda mais a situação do Botafogo.

FICHA TÉCNICA
AUDAX 2 X 2 BOTAFOGO

Local: Moça Bonita, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 6 de março de 2014 (quinta-feira)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Wagner Magalhães (RJ)
Assistentes: Diogo Carvalho Silva (RJ) e Alessandra Amorim (RJ)
Cartões amarelos: Gabriel, Julio Cesar, Henrique e Jorge Wagner (Botafogo); Washington e Thiago Martinelli (Audax)
Gols - Botafogo: Ferreyra, aos 26 minutos do primeiro tempo; Marcelo Mattos, aos 17 do segundo tempo; Audax: Willian, aos 31 minutos do primeiro tempo; Washington, aos 34 do segundo tempo

BOTAFOGO: Helton Leite; Edilson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos (Lucas), Gabriel, Gegê (Bolatti) e Jorge Wagner; Wallyson e "El Tanque" Ferreyra (Henrique).
Técnico: Eduardo Hungaro.

AUDAX: Paulo Vítor; David Modesto, Leandro Camilo, Thiago Martinelli e Marcão (Agnaldo); Arthur, Yuri, Willian e Matheus Vargas (Wellington); Jonathan Balotelli e Washington (Alê).
Técnico: Júnior Lopes.

Comentários

Com pênalti polêmico, lanterna Audax arranca empate no fim e complica Botafogo

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.