Alex iguala Giggs, Zé Roberto e Ceni e completará 1000 jogos na carreira

ESPN.com.br
Gazeta Press
Alex completará 1000 jogos como profissional
Alex completará 1000 jogos como profissional

Nesta quarta-feira no jogo entre Coritiba e J.Malucelli no Couto Pereira, o capitão Alex vai completar seu milésimo compromisso como profissional. Seu jogo mais importante foi justamente há quase 19 anos atrás, também pelo Campeonato Paranaense.

"Sem a estreia não haveria nada disso. Não estaríamos falando do milésimo jogo. De repente eu nem teria iniciado no Coritiba. Não teria tido a oportunidade de ter ido para o Palmeiras, Cruzeiro, Flamengo e ter jogado na seleção. De ter jogado na Turquia e ter passado um período na Itália. Então, para simbolizar os mil jogos com certeza é a estreia porque faz a abertura de tudo isso" lembrou Alex.

LEIA MAIS
Alex lamenta saída de Júnior Urso: 'Trabalhou demais e cresceu aqui'

O primeiro jogo foi em 2 de abril de 1995 contra o Iraty. Alex foi lançado pelo técnico Paulo Cesar Carpegiani e o Coritiba venceu por 2 a 1 em partida realizada em Irati.

Recebendo homenagens do Coritiba, torcedores, amigos e imprensa, Alex faz um balanço da carreira. "Valeu muito a pena. Essa média caiu um pouquinho, porque teve aquele período de briga com o Parma entre 2000 e 2002 onde eu joguei menos. Foi o período em que eu passei pelo Flamengo. Passei um pouquinho pelo Palmeiras jogando em períodos curtos sempre emprestado. Acredito que esse milésimo jogo, caso tivesse acontecido de uma maneira natural entre 2000 e 2002, já teria acontecido e essa média hoje poderia ser um pouco maior. Mas mesmo com essa situação desses problemas neste período de 2000 à 2002, com certeza eu joguei bastante e tive a sorte de ter poucas lesões. Nunca tive nenhuma lesão grave nesse período todo. O que me deixa mais satisfeito é que onde eu tive a oportunidade de jogar eu ajudei de alguma forma. Esses clubes me ajudaram bastante. Mas eu também, nesse período em que participei, consegui deixar a minha contribuição".

Getty
Alex não conseguiu ir para uma Copa com a seleção
Alex não conseguiu ir para uma Copa com a seleção

Em quase 19 anos sua média anual é de 52 jogos por ano. Atualmente em atividade só há 3 atletas com mais de mil jogos como profissional. O galês Ryan Giggs do Manchester United, o goleiro Rogério Ceni do São Paulo e o meia Zé Roberto do Grêmio.

"Eu acredito que tem que ter um pouquinho de sorte também para não se lesionar. Muitas vezes, quem teve lesão grave, te tira por um período grande. Quem tem lesão, principalmente de joelho, perde aí no mínimo seis meses de carreira. Perde vários jogos e isso complica um pouco. Então eu tive essa sorte. Eu tive lesões, mas lesões pequenas ao longo da carreira. Nada que me tirasse por um tempo mais longo. E junto da minha sorte é de você poder estar sempre disputando a posição de ser titular do seu time. Disciplinarmente, tomar poucos cartões para não perder jogos. Não ter suspensões, que de repente o atleta é suspenso durante algum período e também perde jogos. E desses nomes, o Giggs já passou dos 40 anos, o Rogério Ceni e o Zé Roberto acredito que façam 40 anos este ano. São jogadores que iniciaram antes de mim e continuam jogando com toda a qualidade. E mesmo assim não tem tantos jogos a mais do que eu. Isso é interessante, é importante, é uma marca boa e é uma demonstração que fiz as coisas direito. E contei um pouquinho com a sorte para que pudesse chegar a este número no jogo de quarta-feira".

Alex retornou ao Brasil no final de 2012 após jogar 8 anos no Fenerbahçe. Completar o milésimo jogo no clube que começou tem um grande significado para ele. "Sim, é especial porque quando eu retornei para o Coritiba deixei bem claro que era o fechamento de um ciclo. Onde eu iniciei, fui para o Palmeiras e comecei a circular. E esse círculo se fecha no Coritiba.É claro que eu jamais posso deixar de agradecer ao Palmeiras, agradecer ao Cruzeiro, agradecer ao Flamengo, ao Parma, ao Fenerbahçe. As oportunidades que os treinadores me deram na seleção brasileira. Porque foram esses lugares, esses clubes e a seleção que me deram a chance de poder iniciar esse clico e terminar aqui no Coritiba. E os jogos passam por essas equipes".

"Equipes onde eu passei um bom período. Onde joguei um bom número de jogos. Então realmente tenho que agradece-los sempre. Isso eu faço questão sempre que tenho a oportunidade de agradecer, porque realmente fui muito bem tratado. Com exceção ao Parma, onde eu sempre tive briga, nos outros lugares sempre fui bem tratado. E tirando o Flamengo, onde fiquei pouquíssimo tempo, foram apenas dois meses. Fenerbahçe, Cruzeiro, Palmeiras e o próprio Coritiba sempre me trataram muito bem. Eu pude jogar o meu futebol e dar a minha parcela de contribuição no período em que estive nesses times. O meu agradecimento é sempre grande. E a felicidade de poder estar completando no meu time ela se torna maior porque fecha um ciclo. Aquele ciclo que se iniciou em 1995 ele começa a ser encerrado a partir desse milésimo jogo com o Coritiba", finalizou Alex, que cita os 5 jogos que marcaram sua carreira.

1) 02/04/95 - Iraty 1 x 2 CORITIBA pelo Paranaense (Estreia)
2) 13/12/95 - CORITIBA 3×0 Atlético pela Série B (fez 1º gol e subiu )
3) 26/05/99 - PALMEIRAS 3×0 River Plate (fez 2 gols)
4) 06/12/03 - CRUZEIRO 5×2 Fluminense (fez 2 gols)
5) 22/04/12 - Galatasaray 1×2 FENERBAHÇE (de virada, com assistência de Alex na casa do adversário)

Confira os números da carreira de Alex
Coritiba: 174 jogos, 60 gols e 48 assistências
Palmeiras: 241 jogos, 78 gols e 56 assistências
Seleção Olímpica: 19 jogos, 8 gols e uma assistência
Flamengo: 12 jogos, 3 gols e nenhuma assistência
Cruzeiro: 121 jogos, 64 gols e 61 assistências
Parma: 5 jogos, 2 gols e 7 assistências
Fenerbahçe: 378 jogos, 185 gols e 162 assistências
Seleção Brasileira: 49 jogos, 12 gols e 11 assistências
TOTAL:  999 jogos, 412 gols e 346 assistências

Comentários

Alex iguala Giggs, Zé Roberto e Ceni e completará 1000 jogos na carreira

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.