Imagens da invasão no CT do Corinthians só mostram um crime

Camila Mattoso, do ESPN.com.br
Gazeta Press
Imagens da invasão foram entregues para a polícia e para o Ministério Público
Imagens da invasão foram entregues para a polícia e para o Ministério Público

As imagens da invasão de torcedores no Centro de Treinamento Joaquim Grava ainda não foram divulgadas nem pelo Corinthians, tampouco pela polícia, mas a diretoria do clube já tem uma certeza: o material entregue para as investigações só vai identificar um crime: o de invasão de propriedade privada, de acordo com apuração do ESPN.com.br.

LEIA MAIS
Chance de clubes romperem com organizadas é de quase zero, diz MP-SP
Para não ter greve, sindicato exige que clubes rompam com organizadas
Corinthians perdeu parte das imagens da invasão de torcedores no CT

A diretoria do Parque São Jorge entregou dois materiais para a polícia, e também para o Ministério Público: imagens congeladas de vídeos do circuito interno, para facilitar o reconhecimento dos torcedores que estavam no local, e filmes de câmeras de celular, algumas com melhor qualidade, outras nem tanto. 

PVC critica incapacidade brasileira em punir vândalos em estádio; Juca não 'culpa' o futebol por terror

De acordo com pessoas que viram o que foi enviado para a abertura do inquérito, não há registro de roubos, agressões ou danos ao patrimônio. O fato de ter boas fotos de rostos de pessoas é, no entanto, o que faz a cúpula corintiana dizer que o que foi recolhido será suficiente para achar e punir os envolvidos na invasão do CT.

Sem provas mais explícitas, a investigação vai ter de se apoiar muito mais nos depoimentos das pessoas que testemunharam a chegada dos vândalos para poder acusar quem foi responsável por qual crime, além do de invasão de propriedade. 

LEIA MAIS
Vômito, cervejada, Mano cobrando torcedor: o relato da invasão do CT corintiano
Para delegado, invasão de CT corintiano tem cara de 'rolezinho'
Deprimido, presidente do Corinthians lamenta invasão: 'Eu não merecia passar por isso'

Há dois motivos para as cenas mais importantes não estarem na documentação entregue para a polícia. Alguns momentos, como o "esganamento" de Guerrero, por exemplo, não aconteceram em lugares com câmeras instaladas. A segunda razão é que o circuito interno da estrutura de treinamento do Corinthians parou de funcionar em um determinado momento.

Apesar de considerar o conteúdo suficiente, o clube, e também a Polícia Científica, tentam apurar o que aconteceu para os equipamentos terem "desligado" por volta das 9h30 da manhã daquele sábado, quando o tumulto já havia começado.

Frustração

A notícia de que os principais momentos da invasão não foram registrados frustrou algumas pessoas que estavam no CT naquele dia. Para alguns funcionários, o trabalho de saber quem são os torcedores não é o mais complexo, já que muitos rostos foram reconhecidos por seguranças e até mesmo pelo técnico Mano Menezes. 

A maior preocupação para quem está insatisfeito com o material apresentado é a de depender de depoimentos e da disposição da diretoria corintiana em colaborar de fato com as investigações, para que os culpados sejam punidos.

Polícia Militar x Corinthians

Em entrevista à Rádio Jovem Pan, nesta terça-feira, o comandante-geral da Polícia Militar de São Paulo, coronel Benedito Roberto Meira, voltou a defender a ação dos oficiais quando da invasão de torcedores organizados ao CT do Corinthians, há dez dias, sem prender qualquer envolvido. Para ele, algum funcionário do clube facilitou a entrada dos invasores ao local de treinamento.

O Corinthians, por outro lado, rebateu às declarações. O diretor de futebol do Corinthians, Ronaldo Ximenes reafirmou que os torcedores, cerca de 100 segundo a polícia, arrombaram a grade que fica entre o estacionamento da imprensa da área interna do CT. Outros teriam pulado o muro. O dirigente também que o clube tenha aberto as portas para a invasão e discordou de outras afirmações da PM. Ximenes ainda afirmou que existem pessoas de bem dentro das organizadas.

Mauro Cezar: 'O problema não é torcida organizada, mas sim quem toma conta dela'
Gobbi ironiza voz de prisão a invasores: 'Quer que eu saia rendendo 300 pessoas como He-Man ou Conan?'
Comentários

Imagens da invasão no CT do Corinthians só mostram um crime

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.