Investigadores dizem que Schumacher esquiava devagar e que pista estava bem sinalizada

ESPN.com.br
Reuters
Heptacampeão mundial de Fórmula 1 Michael Schumacher esquia no norte da Itália, 13 de janeiro de 2005
Schumacher não estava andando em alta velocidade no momento de seu acidente de esqui

A promotoria e os policiais que investigam o acidente de esqui de Michael Schumacher disseram nesta quarta-feira, em conferência de imprensa, que o ex-piloto de Fórmula 1 estava de fato fora das pistas delimitadas no resort de Méribel, mas que esquiava devagar. A área rochosa, na qual o alemão acabou se acidentando, também estava bem sinalizada, segundo os oficiais.

LEIA MAIS
Assessora diz que Schumacher teve leve melhora: 'O momento trágico parece ter passado'
Estação de esqui contrata advogado para se defender de acusações sobre acidente

"Schumacher estava andando entre duas pistas, uma (de nível) vermelho e outra azul, em área bem sinalizada. Quando ele sai da pista vermelha, seus esquis ficam presos em uma pedra e ele cai para frente, batendo a cabeça em uma rocha. Ele foi ao solo já sem consicência. Por enquanto, esses são os elementos que temos", disse Patrick Quincy, líder das investigações.

"Ele é um grande esquiador. Naquele momento, estava em uma velucidade reduzida, porque era uma descida. No entanto, não dá para determinar sua velocidade, em quilômetros por hora. Era uma velocidade normal, em um terreno onde não era possível fazer muitas curvas", completou.

Reuters
Esquiador usa câmera GoPro acoplada ao capacete
Vídeo filmado pelo próprio Schumacher auxiliou investigação

"As pistas estavam delimitadas por balizas que estavam de acordo com o regulamento. Schumacher foi para fora da área delimitada, e está zona já está fora da manutenção (feira pela estação de)", adicionou.

Os investigadores também disseram que usaram um vídeo gravado pelo próprio Schumacher para ajudar a obter esclarecimentos sobre o incidente. Enquanto esquiava, o ídolo da Ferrari usava uma câmera GoPro acoplada em seu capacete, que filmou todo o ocorrido.

"O vídeo que (Schumacher) gravou ajudou a confirmar as investigações que tinhamos feito. Aproveitamos o vídeo para seguir seu itinerário e conseguimos estabelecer, com maior precisão, todas as circunstâncias e causas do incidente", afirmou Quincy.

Apesar das investigações terem avançado, a polícia diz que ainda não é possível determinar quem é o responsável pelo acidente: o próprio ex-piloto ou o complexo de esqui de Méribel, um dos mais famosos da França. "Neste momento da investigação, ainda não podemos responder quem é o culpado pelo acidente", limitou-se a dizer o investigador.

Comentários

Investigadores dizem que Schumacher esquiava devagar e que pista estava bem sinalizada

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.