Brasil vence caldeirão sérvio, é campeão mundial e faz história no handebol

ESPN.com.br
Clique no player para ver lances da vitória do Brasil sobre a Sérvia!

"Sabemos que o jogo em Nis não foi nada do que esperaremos para a final". Um dia antes da decisão, o técnico Morten Soubak já avisava que a Arena Belgrado seria um caldeirão. O Brasil não enfrentaria somente um adversário. Enfrentaria um país.

Enfrentou e ganhou.

Mesmo com toda pressão de mais de 20 mil torcedores, o Brasil se impôs, fez valer a forte defesa e liderou quase toda a equilibrada partida para vencer a Sérvia por 22 a 20 e se sagrar campeão mundial pela primeira vez.

LEIA MAIS
Dinamarca espanta zebra, bate Polônia e fica com o bronze do Mundial de Handebol

No caminho para o título, uma campanha perfeita. Foram cinco vitórias na fase de grupos. Nas oitavas, uma vitória tranquila contra a Holanda. Nas quartas, em jogo emocionante, vitória após duas prorrogações contra a Hungria e fim da síndrome das quartas de final. Na semi, um show contra a Dinamarca.

O jogo final contra a Sérvia foi tenso e bem diferente da partida durante a primeira fase, quando o Brasil também venceu as donas da casa por 25 a 23. O Brasil liderou o jogo na maior parte do tempo, mas chegou a sofrer no final, quando Duda Amorim - eleita a MVP da competição - levou 2min a 3min30s do final e com Brasil liderando por 20 a 19.

Nada que impedisse a conquista histórica, a primeira do país em um grande torneio da modalidade, tanto no masculino quanto no feminino. O Brasil é o melhor país do mundo no esporte hoje.

De Simone espera que título mundial mude a 'mentalidade' de quem pratica handebol no Brasil; veja

O jogo

Nos primeiros 30 minutos de jogo, o Brasil soube aproveitar bem as chances que teve para manter a liderança em boa parte do confronto. O momento de maior perigo veio a partir dos 15min, quando a Sérvia chegou a virar e abrir 8 a 6. As brasileiras não se desconcentraram.

Rapidamente empataram e retomaram a dianteira no placar, fechando com 13 a 11 a primeira etapa. O destaque inicial foram para as duas pontas do Brasil: Alexandra fechou o primeiro tempo com cinco gols, enquanto Fernando fez quatro. Do lado sérvio, a pivô Dragana Cvijic foi o destaque, também com cinco gols.

Os primeiros dez minutos do segundo tempo tiveram formas de domínio diferentes. O Brasil começou novamente arrasador e chegou a estar com 15 a 11 na frente. Porém, após uma punição de 2min de Duda, a Sérvia cresceu no jogo. Com a goleira Risovic defendendo uma atrás da outra, empate parecia iminente. Só parecia quando Mayssa fez um defesa sensacional com o pé esquerdo em contra-ataque. Mas a igualdade se concretizou a cinco minutos do final: 19 a 19.

A 3min30s do final, veio o baque. Duda levou suspensão por 2min e deixou o Brasil - que liderava a partida por 20 a 19 - com um a menos. A Sérvia empatou. Não por muito tempo. Faltando 2min, Deborah conseguiu fintar a defesa e fazer 22 a 20.

Com dois gols de vantagem, o Brasil conseguiu vantagem suficiente para impedir a reação sérvia e levar o título. O caminho para ser uma potência no esporte está aberto.

Comentários

Brasil vence caldeirão sérvio, é campeão mundial e faz história no handebol

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.