Com 300 adesões, Bom Senso F.C. pede reunião com CBF e 'entrada' nas federações

ESPN.com.br
Divulgação
Nomes como Alex, Rogério Ceni e Paulo André lideram o grupo Bom Senso F.C.
Nomes como Alex, Rogério Ceni e Paulo André lideram o grupo Bom Senso F.C.

Não se trata de briga, boicote ou mesmo greve. Na tentativa de buscar alterações no calendário do futebol brasileiro, os membros do movimento Bom Senso F.C. realizaram nesta segunda-feira, em São Paulo, o primeiro encontro do grupo. Ao todo, 20 jogadores marcaram presença no escritório da agência WMcCann, do publicitário Washington Olivetto, que cedeu o espaço. Outros atletas participaram através do Skype.

LEIA MAIS
Líder do 'Bom Senso F.C', Rogério Ceni rechaça greve no futebol brasileiro: 'É um momento de diálogo'
No 'Bola da Vez', Alex critica Sindicato dos Atletas e compara orgão com Pôncio Pilatos
PVC: Bom senso já tem mais de cem assinaturas e propõe encontro com CBF

Ao fim da reunião, eles tornaram público os cinco pontos discutidos e tratados neste primeiro momento como prioritários - 1) o calendário nacional, 2) férias, 3) pré-temporada, 4) fair play financeiro e 5) participação no conselho técnico das federações.

Um documento oficializando esses pedidos será encaminhado à CBF (Confederação Brasileira de Futebol) ainda nesta semana, solicitando uma audiência com a entidade para debatê-los "o mais rápido possível". De acordo com o goleiro Rogério Ceni, que conversou com a imprensa na saída do evento, outros tópicos deverão ser abordados mais adiante. Ele revelou o número de 300 adesões entre jogadores das Séries A e B do Brasileiro.

"Queremos algo que seja bom para o futebol como um todo, e isso inclui a TV, que é quem banca a conta. O calendário foi o primeiro ponto que abordamos por causa da situação da próxima temporada. A mudança no calendário com férias e pré-temporada é boa para todo mundo, incluindo telespectadores e o principal patrocinador, que é a TV", afirmou Rogério.

Não foram divulgados ainda os representantes do movimento no encontro com a CBF, mas a ideia é fechar uma comissão menor até para evitar, segundo o capitão são-paulino, a impressão de uma "rebelião".

No momento, o vice-presidente da confederação, Marco Polo del Nero, se encontra fora do Brasil, em viagem na Suíça para assembleia da Fifa.

No 'Bola da Vez', Alex revela como nasceu o 'Bom Senso F.c' e explica reivindicações dos jogadores

O atacante Edu, ex-São Paulo, Vitória e Inter, foi outro a conversar com os jornalistas presentes e negou mais uma vez que exista a intenção de bater de frente com os responsáveis pelo calendário.

"Acho que a gente está tentando fazer uma situação que ajude a todos, não só os jogadores. Eu joguei muito tempo fora do Brasil e vivi muito do que os jogadores passaram aqui. Estamos jogando contra ninguém. O intuito nosso é uma reunião, é um contato com pessoas que respondem pelo futebol brasileiro por essa melhoria", explicou o atleta, que atuou com sucesso pelo Betis e pelo Celta de Vigo.

Em entrevista à Rádio Gaúcha, o centroavante argentino Barcos reforçou que as mudanças não abrangeriam tão somente 2014, o ano da Copa do Mundo. "Para estar bem fisicamente, para cumprir o calendário, é preciso uma boa temporada. Entre 15 e 20 dias é algo bom. Sabemos que o calendário de 2014 vai ser muito mais puxado do que este ano. As mudanças não são só para 2014, mas algo para o futura", disse.

"Temos que brigar pelos direitos que temos. O jogador de futebol está muito acostumado a aceitar. Há que tratar de chegar a uma acordo de bom senso com a federação", completou.

Confira a íntegra do manifesto abaixo.

"Hoje, dia 30 de setembro de 2013, reunimos pela primeira vez parte do grupo signatário do movimento Bom Senso F.C., que já conta com o apoio de mais de 300 atletas das Séries A e B do Campeonato Brasileiro.

O encontro contou com a presença de 20 jogadores de vários clubes do país e teve como objetivo definir propostas centrais para questões que têm repercutido no rendimento dos atletas e na qualidade do nosso futebol, tais como:

1- Calendário do futebol nacional
2- Férias dos atletas
3- Período adequado de pré-temporada
4- Fair Play Financeiro
5- Participação nos conselhos técnicos das entidades que regem o futebol

Ao fim da reunião, um documento foi assinado por todos os atletas presentes. O mesmo será encaminhado para a CBF requisitando um encontro para que possam ser debatidos os temas acima, visando benefícios ao futebol brasileiro.

Bom Senso Futefol Clube,
Por um futebol melhor.
Para quem joga,
Para quem torce,
Para quem transmite,
Para quem patrocina.
Por um futebol melhor para todos.

Barcos (Grêmio)
Dida (Grêmio)
Alex (Coritiba)
Gilberto Silva (Atlético-MG)
Lincoln (Coritiba)
Fabrício (São Paulo)
Rafael Moura (Inter)
Gabriel (Inter)
Juan (Inter)
D'Alessandro (Inter)
Alex (Inter)
Deivid (Coritiba)
Jadson (São Paulo)
Edu (Sem clube)
Bruno (Palmeiras)
Correa (Portuguesa)
Edu Dracena (Santos)
Rogério Ceni (São Paulo)
Paulo César (Sem clube)
Paulo André (Corinthians)"

Divulgação
Jogadores assinaram o documento que pede um 'futebol melhor'
Jogadores assinaram o documento que pede um 'futebol melhor'
Comentários

Com 300 adesões, Bom Senso F.C. pede reunião com CBF e 'entrada' nas federações

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.