Por 'limite financeiro', Ponte Preta desiste de contratar três jogadores do Palmeiras

ESPN.com.br com agência Gazeta Press

As diretorias de Palmeiras e Ponte Preta não entraram em um acordo, e o zagueiro Wellington, o meia Tiago Real e o atacante Maikon Leite permanecerão no Palestra Itália, pelo menos por enquanto. A equipe de Campinas anunciou o fim das negociações na manhã desta quinta-feira, através do seu site oficial.

Em entrevista nesta quarta, o diretor-executivo Ocimar Bolicenho confirmou as conversas com o tiem alviverde, mas deixou claro a intenção da cúpula alvinegra: a de que o clube não iria pagar nada para os três jogadores, já que estes não estavam nos planos do técnico Gilson Kleina para esta temporada.

Gazeta Press
Maikon Leite pode ser mais um desfalque no Palmeiras para a fina da Copa do Brasil
Maikon Leite interessava, mas não irá para a Ponte

No entanto, os alviverdes pediam para que pelo menos parte dos vencimentos fossem arcados pela Ponte. "Chegamos ao limite financeiro. Mantemos uma postura de administração responsável, em que não ultrapassamos os limites estabelecidos nos orçamentos da insituição", diz o comunicado da Ponte.

A diretoria e a comissão técnica do Palmeiras viam o Moisés Lucarelli como uma "base" para os atletas que não seriam usados neste segundo semestre. Maikon Leite, inclusive, teria concordado em se transferir, uma vez que voltaria a trabalhar com o treinador Paulo César Carpegiani, com quem viveu boa fase.

Nesta janela de transferências, o clube do Palestra Itália contratou Alan Kardec e manteve Kléber, deixando Maikon Leite com menos espaço ainda. Já no meio-campo, as chegadas de Mendieta e Felipe Menezes colocaram Tiago Real, que só soube das negociações pela imprensa, em segundo plano no grupo.

LEIA MAIS
Carpegiani muda discurso e diz que usará adiamento para entrosar a Ponte
Sport espera exames médicos para assinar com ex-palmeirense Patrik

Maikon Leite havia ficado próximo do Goiás, mas as conversas não evoluíram. Depois, o Umm-Salal, do Catar, manifestou interesse em contratá-lo, mas não pagaria o que havia prometido. No Palestra Itália, o atacante, comprado do Santos, nunca se consolidou, ainda irritando a torcida quase sempre que entra.

É provável que Kleina se reúna com o presidente Paulo Nobre e o diretor-executivo José Carlos Brunoro para resolver o que fazer com o "inchaço" do elenco. Na vice-liderança da Série B, o Palmeiras voltará a campo neste sábado, às 16h20 (horário de Brasília), contra o Figueirense, fora de casa, pela nona rodada.

Comentários

Por 'limite financeiro', Ponte Preta desiste de contratar três jogadores do Palmeiras

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.