Koff diz que Luxemburgo saiu por diversos fatores e 'culpa' Arena por demora na decisão

ESPN.com.br
Na manhã deste sábado, Vanderlei Luxemburgo foi comunicado que estava fora do Grêmio. O presidente Fábio Koff afirmou em entrevista coletiva no começo da tarde no Olímpico que "diversos fatores" causaram a demissão do treinador, mas sem entrar em maiores detalhes.

"Colaboraram diversos fatores, alguns de discussão interna do departamento de futebol. Eu só posso reafirmar que a decisão foi tomada no momento certo, adequado, e dizer que não houve qualquer desrespeito ao profissional Vanderlei Luxemburgo. O relacionamento se desgastou, acho que tomamos a atitude correta", afirmou.

"É o resultado de todo o exame que fizemos. Não houve fato novo determinante. Uma série de causas que, somadas, nos levaram à conclusão de rescindir o vínculo. Essa retrospectiva, nesse feedback que fizemos, nos deu razões para isso. Não haveria surpresa de vocês se não tivesse essa parada", falou. "Estou obedecendo a uma decisão madura, pensada, mas ninguém está satisfeito por fazer isso".

O mandatário "culpou" o imbróglio envolvendo o contrato da Arena Grêmio com a construtora OAS pela demora em tomar a decisão de demitir Luxemburgo. "Não que o futebol não seja importante, mas isso estava me tomando muito tempo. Depois, com a situação mais tranquila, conversei com os responsáveis pelo departamento de futebol e fizemos uma retrospectiva", afirmou.
Flickr Grêmio
Fábio Koff, durante a entrevista coletiva após a demissão de Vanderlei Luxemburgo
Fábio Koff, durante a entrevista coletiva após a demissão de Vanderlei Luxemburgo
Após o empate com o São Paulo por 1 a 1, o último jogo antes da parada do Brasileirão, Fábio Koff havia garantido a permanência do treinador. A mudança de ideia, segundo ele, não foi repentina. "Ele tem contrato, mas isso não quer dizer que a permanência dele é assegurada. A melhor maneira de prestigiar um treinador é dizer que ele seria mantido. Sentei com os responsáveis pela área de futebol e fizemos uma retrospectiva".

Questionado se a queda na Libertadores foi determinante para a saída de Luxemburgo, o presidente gremista respondeu: "Fala-se do Grêmio porque era uma das esperanças minhas ganhar a Libertadores. Perder a Libertadores, outros grandes perderam, e só sobrou um brasileiro. A oportunidade, na nossa avaliação, foi adequada. Se nós obedecêssemos ao grito da arquibancada, teríamos feito isso antes, no período da pré-temporada. Não seria correto, ético".
Comentários

Koff diz que Luxemburgo saiu por diversos fatores e 'culpa' Arena por demora na decisão

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.