Heat acaba com invencibilidade dos Spurs em finais e levanta o seu terceiro troféu da NBA

ESPN.com.br

A temporada 2012-2013 da NBA precisou de sete jogos na série final para conhecer o seu campeão. Na realidade, coroar um bicampeão. Vencedor da liga na temporada passada, o Miami Heat levantou mais um troféu nesta quinta-feira - depois de outro embate emocionante - ao superar o valente San Antonio Spurs por 95 a 88, na American Airlines Arena. O Heat chegou a estar perdendo a série final por 3 a 2, mas venceu os dois últimos confrontos diante de sua torcida.

O duelo desta quinta foi o 18º jogo 7 na final da história da NBA. E o Miami Heat fez valer o retrospecto. Agora, nas 18 partidas 7 na decisão, o time mandante saiu com a taça 15 vezes. Desse modo, o San Antonio Spurs perde a sua invencibilidade em finais da NBA. Nas quatro edições anteriores que os Spurs decidiram a liga, tinham ficado com o título em todas.

O Miami Heat conquista o terceiro título de sua história. O time venceu nas temporadas 2005-2006 (diante do Dallas Mavericks), 2011-2012 (contra o Oklahoma City Thunder) e em 2012-2013 (San Antonio Spurs).

Com o triunfo do Miami Heat, o Brasil segue sem ter um jogador campeão. O pivô Tiago Splitter poderia ter quebrado esse jejum do país, mas não foi possível.

O astro Lebron James teve, mais uma vez, uma atuação de gala. O jogador chamou a responsabilidade durante toda a partida, foi certeiro nas bolas de três pontos e terminou o confronto como grande cestinha, com 37 pontos. Ele completou o double-double ao apanhar 12 rebotes. Lebron ainda contribuiu com 4 assistências e duas roubadas de bola. James, além de ter sido o MVP da temporada regular, também foi eleito o melhor jogador das finais.

Dwyane Wade também foi um dos destaques da grande decisão, com 23 pontos, 10 rebotes e 1 assistência. Do ‘trio de ferro' do Miami, apenas Chris Bosh destoou. O atleta terminou o jogo zerado. Ele, ao menos, pegou 7 rebotes e deu duas assistências. Nesta quinta, um coadjuvante da equipe anfitriã que teve grande atuação foi Shane Battier. O atleta anotou 18 pontos e pegou 4 rebotes, acertando 6 bolas de três em 8 tentativas.

Dos lados do San Antonio Spurs, o cestinha foi o experiente Tim Duncan, com 24 pontos. Ele ainda fechou o duelo com 12 rebotes e 2 assistências. Kawhi Leonard também foi bem, com 19 pontos e 16 rebotes. O argentino Manu Ginobili encerrou o confronto com 18 pontos, 3 rebotes e 5 assistências, mas o atleta teve erros cruciais na partida.

Já o armador francês Tony Parker fez uma partida mais discreta, com 10 pontos e 4 assistências. O brasileiro Tiago Splitter fez apenas dois pontos no jogo, decorrentes de uma enterrada. E Danny Green, arma letal dos Spurs em alguns jogos da final, terminou o embate com apenas 5 pontos, acertando somente 1 de 12 arremessos de quadra.

O jogo

O primeiro quarto de partida foi marcado pelos muitos erros de ambos os times, que desperdiçavam muitas chances de ataque e cometiam turnovers (perdas de posse de bola). O San Antonio Spurs chegou a abrir 11 a 4, depois os comandados de Gregg Popovich viram a diferença cair para 15 a 10 e ainda sofreram a virada na reta final do período, que terminou com triunfo do Heat por 18 a 16.

Com duas bolas de três, Shane Battier terminou o primeiro quarto como o maior pontuador da equipe mandante, com seis pontos. Do lado dos Spurs, Kawhi Leonard fez cinco pontos.
Já no minuto inicial do segundo período, Shane Battier acertou mais um arremesso de três, o seu terceiro no jogo, e deixou o Heat com a sua maior vantagem no placar até então (21 a 16). Logo na sequência, os representantes de San Antonio pontuaram em dois ataques consecutivos, com Tony Parker e Tiago Splitter, trazendo a diferença novamente para um ponto (21 a 20).

Reuters
Kawhi Leonard faz mágica e consegue a cesta mais a falta
Kawhi Leonard faz mágica e consegue a cesta e a falta

Mesmo depois de ver a folga diminuir, o Heat conseguiu pontuar em um ataque no qual pegou três rebotes consecutivos, antes de Mario Chalmers colocar mais dois pontos no placar.

Em seguida, Tony Parker converteu dois lances livres, fez com que os texanos encostassem novamente no Heat, mas Dwyane Wade acertou mais uma bola de dois logo em seguida (25 a 22 para o Heat). Pouco depois, Tim Duncan fez seu papel em um ataque de três pontos e empatou o duelo em 27 a 27 quando faltavam pouco menos de sete minutos para o término do segundo período.

A igualdade durou pouco. Primeiro, LeBron James converteu um ataque de três pontos e, pouco depois, o camisa 6 da franquia da Flórida acertou uma bola de três, completamente sem marcação. Os Spurs, entretanto, deram uma rápida resposta, já que Gary Neal também acertou uma cesta de três (33 a 30).

Nos quatro minutos finais do segundo quarto, os Spurs marcaram a maioria de seus pontos em lances livres, convertendo dez nesse intervalo, porém, LeBron James e Dwyane Wade apareceram bem na reta final e conseguiram deixar o Miami Heat em vantagem antes da ida aos vestiários (46 a 44).

Na metade do jogo, os maiores pontuadores eram LeBron James (15) e Dwyane Wade (14), do lado do Miami Heat, e Tim Duncan (13) e Tony Parker (10) pelo San Antonio Spurs.

Na volta dos vestiários, os dois primeiros pontos foram de Kawhi Leonard, que voltou a deixar o placar igual (46 a 46). Em seguida, Mario Chalmers fez mais dois pontos para o Heat, Kawhi Leonard anotou mais dois para os Spurs, mas LeBron James acertou uma cesta de três da zona morta, completamente desmarcado. O jogo estava 51 a 48 para os donos da casa.

Reuters
Danny Green, recordista de bolas de três em uma série final de NBA
Danny Green teve atuação ruim nesta quinta-feira

Minutos mais tarde, o placar ficou empatado em 54 a 54, o que durou quase dois minutos sem que ninguém pontuasse. Foi então que Dywane Wade converteu uma bola de dois pontos e colocou o Heat novamente em vantagem e, logo depois, Danny Green, que havia errado todos os seus oito arremessos no jogo até então, acertou uma bola de três e desencantou (57 a 56 para os Spurs).

Não deu nem tempo de os texanos curtirem a folga mínima, já que LeBron James fez duas cestas de três consecutivas e colocou os representantes da Flórida cinco pontos à frente (62 a 57). Porém, Kawhi Leonard deu uma rápida resposta e converteu um ataque de três pontos (62 a 60).

Depois de dois lances livres convertidos por LeBron, o Miami Heat deixou o placar em 64 a 60. Mas Boris Diaw acertou uma importante bola de três e fez a folga da equipe mandante cair para apenas uma unidade. A partir deste momento, o confronto seguiu bastante equilibrado, com os Spurs chegando a abrir três pontos de vantagem em duas oportunidades, mas vendo o Miami Heat responder rapidamente.

Mas o minuto final do terceiro quarto reservaria grandes emoções. Primeiro, Gary Neal fez uma cesta de dois para os Spurs, depois Shane Battier chutou uma bela bola de três e manteve o 100% de aproveitamento no confronto.

Getty Images
NBA Final Chris Bosh Lebron James Comemoração 20/06/13
Chris Bosh (à esq.) e Lebron James comemoram o título


O argentino Manu Ginobili ainda faria dois pontos para o time do Texas, mas, no estouro do cronômetro, Mario Chalmers saiu da quadra de defesa e converteu mais uma cesta de três. Ao final do terceiro período, o placar marcava 72 a 71 para os donos da casa.

O último quarto teve início e, em menos de 30 segundos jogados, Shane Battier mostrou que estava passando por um excelente momento e acertou mais um arremesso de três pontos, o seu quinto no embate (75 a 71).

A primeira metade do terceiro quarto terminou com as duas equipes mostrando um desempenho abaixo do esperado nos arremessos. E, depois que o técnico Erik Spoelstra pediu tempo aos 8min33s, o Miami Heat conseguiu se impor em quadra e abriu seis pontos de folga (83 a 77).

No restante do quarto quarto, LeBron James mostrou por que é o melhor jogador de basquete da atualidade e liderou o Miami Heat, que confirmou o triunfo por 95 a 88 e levantou o caneco da maior liga de basquete do mundo pela terceira vez em sua história.

Comentários

Heat acaba com invencibilidade dos Spurs em finais e levanta o seu terceiro troféu da NBA

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.