Revoltado com gramado, Marcelo Oliveira afirma: 'O futebol brasileiro está retrocedendo'

ESPN.com.br
Na véspera do empate entre Atlético-PR e Cruzeiro, Marcelo Oliveira havia avisado: jogar no gramado do estádio Erton Coelho Queiróz, conhecido como Boqueirão, mais que um desafio, era um afronta.

LEIA MAIS
Matinê em campo ruim: Cruzeiro arranca empate contra o Atlético-PR 

E na coletiva após a partida contra os paranaenses, Oliveira reiterou sua insatisfação com a condição do campo de jogo. "É preciso registrar que o futebol brasileiro está retrocedendo. É um retrocesso ter que jogar num campo desses", afirmou.

O técnico ainda utilizou uma situação um pouco mais inusitada para reforçar às críticas a liberação do estádio para o duelo. "Os nossos atletas estavam tomando banho agora no vestiário e acabou a luz", relatou.

Apesar da insatisfação, Oliveira registrou que faltou ao time caprichar mais na hora das finalizações na segunda etapa, quando a equipe conseguiu dominar o Atlético-PR na maior parte do tempo. "Não caprichamos na hora de contra-atacar, o Atlético-PR foi guerreiro e mereceu o resultado."

O zagueiro Dedé corroborou as críticas de seu treinador em relação ao gramado. Segundo ele, o time demorou a se adaptar ao campo. "O campo estava ruim enlameado, parecia que não tinha grama. Nossos jogadores de qualidade demoraram para se adaptar", disse.
Comentários

Revoltado com gramado, Marcelo Oliveira afirma: 'O futebol brasileiro está retrocedendo'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.