Matinê em campo ruim: Cruzeiro arranca empate contra o Atlético-PR após estar perdendo por 2 a 0

ESPN.com.br
Veja os gols da partida
Depois de arrasar o Goiás na estreia no Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro precisou suar para sair com um ponto nesta quarta-feira , na abertura da segunda rodada. Jogando no estádio Erton Coelho Queiróz, o time de Marcelo Oliveira chegou a estar perdendo por 2 a 0 para o Atlético-PR, mas conseguiu reagir e sair com uma igualdade de 2 a 2 do 'jogo-matinê' - a partida foi realizada à tarde devido a falta de luz artificial no local. 

O gramado do estádio que abrigou o duelo se destacou negativamente. Irregular e com lama em alguns pontos, os jogadores sofreram para se adaptarem às condições impostas. 

Com o placar, os mineiros chegam a quatro pontos na tabela, com a liderança provisória. Já a equipe paranaense - derrotada na estreia pelo Fluminense – perdeu uma ótima oportunidade para conseguir a primeira vitória na competição, mas somou seu primeiro ponto.

Os comandados de Ricardo Drubscky dominaram amplamente o jogo na primeira etapa. Apostando todas as fichas nos ataques pela direita, em cima do lateral Egídio, o clube paranaense conseguiu seus dois gols na partida pelo setor.

Com apenas sete minutos de jogo, Pedro Botelho aproveitou falha da zaga do Cruzeiro para chutar de pé direito no contrapé do goleiro Fábio e abrir o placar. Aos 29 minutos, João Paulo fez o levantamento para Manoel subir mais que os defensores rivais e ampliar o placar.

O Cruzeiro, acuado, só conseguiu diminuir no final da primeira etapa. Após escanteio, Manoel não conseguiu afastar, e a bola sobrou para Dedé chutar e balançar as redes. O empate mineiro só viria no início da segunda etapa.

Com 13 segundos de jogo, Luan – que tinha acabado de entrar, no lugar de Dagoberto - aproveitou vacilo da zaga atleticana e chutou no canto esquerdo do arqueiro Weverton. Na sequência, o Cruzeiro pressionou e criou as melhores chances, mas não conseguiu desempatar a partida.

Na próxima rodada, o Cruzeiro vai até o Rio enfrentar o Botafogo. Já o Atlético-PR joga contra o Flamengo, em jogo marcado para Joinville, em Santa Catarina. 

O jogo

Em um gramado o qual o futebol era praticamente impraticável, os dois times começaram com dificuldade para tocar a bola. Na primeira chegada mais efetiva, aos seis minutos, Pedro Botelho pegou sobra de bola, dentro da área, bateu no cantinho e abriu o placar para o Furacão. Aos nove minutos, Borges tentou responder após receber bom passe na área, mas Cleberson apareceu para fazer o corte na hora certa e afastar o perigo.

As ações e concentravam no meio-campo, com muita disputa de bola e poucas chances criadas. Aos 16 minutos, Dagoberto cobrou falta e carimbou a barreira rubro-negra. Chute a gol mesmo somente aos 20 minutos, com Éderson, que recebeu cruzamento de Léo e bateu de primeira para boa intervenção de Fábio. Na resposta, aos 23 minutos, Dedé subiu na área e testou firme para defesa de Wéverton.

O Furacão chegou ao segundo gol aos 28 minutos, com Manoel, que aproveitou cruzamento perfeito de João Paulo e, no meio da zaga mineira, subiu para cabecear para as redes. Aos 35 minutos, Éverton fez jogada individual, abriu espaço e arrematou pela linha de fundo. A Raposa descontou anda na primeira etapa, aos 42 minutos, com Dedé, que pegou rebote da zaga após cobrança de escanteio e de voleio marcou o primeiro na competição.

Depois do intervalo, o Cruzeiro retornou com Luan no lugar de Dagoberto. E, logo no primeiro lance, com menos de um minuto, Luan pegou sobra de bola e tocou no canto esquerdo para estufar as redes e empatar. A Raposa voltou com outra disposição. Aos três minutos, Luan arriscou o chute no ângulo e Weverton foi buscar para ceder escanteio. Lançamento para Éverton, aos seis minutos, e Fábio deixou a meta para interceptar.

O Atlético conseguiu equilibrar as ações e, aos 10 minutos, quase fez o terceiro com Ederson, que desviou toque de Marcão pela linha de fundo, com o gol aberto. O jogo ganhou em emoção. Aos 16 minutos, Luan, que entrou muito bem na partida, acertou um petardo para Weverton salvar. O Furacão tentava pressionar, mas errava passes demais e começou a irritar a torcida.

Marcelo tentou duas vezes, aos 28 minutos, depois de aparecer na cara do gol, mas perdeu grande oportunidade. Aos 37 minutos, Felipe recebeu na entrada da área levantou a cabeça e praticamente recuou para Fábio. A duas equipes já não mostravam mais força ao final da partida para buscar a vitória. Em uma última tentativa, aos 46 minutos, Luan, sozinho, chutou colocado, mas, não contava com desvio salvador de Deivid no caminho.

FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-PR 2 x 2 CRUZEIRO

Local: Estádio Érton Coelho Queiroz, em Curitiba (PR)
Data: 29 de maio de 2013, quarta-feira
Horário: 15 horas (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Marco A. Mello Moreira e Bruno Raphael Pires (ambos de GO)
Cartões amarelos: Nilton e Luan (Atlético-PR)
Gols: ATLÉTICO-PR: Pedro Botelho, aos 06 minutos e Manoel,aos 28 minutos do primeiro tempo
CRUZEIRO: Dedé, aos 42 minutos do primeiro tempo e Luan, a 01 minuto do primeiro tempo

ATLÉTICO-PR:
Wéverton; Léo (Derley), Manoel, Cleberson e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Felipe e Everton (Douglas Coutinho); Marcão e Ederson (Marcelo).
Técnico: Ricardo Drubscky

CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Leandro Guerreiro, Nilton, Everton Ribeiro (Ricardo Goulart) e Diego Souza; Dagoberto (Luan) e Borges (Anselmo Ramon).
Técnico:Marcelo Oliveira
Comentários

Matinê em campo ruim: Cruzeiro arranca empate contra o Atlético-PR após estar perdendo por 2 a 0

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.