Premier League deixa decisão para clubes, e Manchester United é contra homenagem a Thatcher

ESPN.com.br
Getty
Ingleses se manifestam após a morte de Thatcher: a política estava longe de ser unanimidade no país
Ingleses se manifestam após a morte de Thatcher: a política estava longe de ser unanimidade no país
Antes do clássico de Manchester, a Premier League optou por deixar os clubes decidirem se haveria uma homenagem a ex-primeira ministra britânica Margaret Thatcher, que morreu nesta segunda-feira aos 87 anos. O United, mandante do confronto, optou por ser contra a realização de um minuto de silêncio.

LEIA MAIS
Thatcher usou tragédia para moldar futebol inglês à sua imagem

Os Red Devills não indicaram o motivo de tomarem esta decisão, a medida pode ter sido tomada tendo em vista que a homenagem poderia ter sido boicotada por parte de torcedores por conta do histórico polêmico da “Dama de Ferro”, como era conhecida a política.

Thatcher, que morreu por conta de um derrame, teve uma relação com o futebol ao longo de sua passagem como primeira-ministra, que durou entre 1979 e 1990. Ela lidou com o ápice e do vandalismo do futebol inglês e comandou posturas drásticas nos anos 80. 

O futebol do país melhorou significativamente o esporte no país, mas as medidas da política foram bastante controversas na Terra da Rainha. A torcida do Liverpool, inclusive, é conhecida por usar cartazes anti-Thatcher.
Comentários

Premier League deixa decisão para clubes, e Manchester United é contra homenagem a Thatcher

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.