VÍDEO: Vasco empata sob aplausos, fecha ano com vice e vê Flamengo se garantir na Libertadores

Tiago Leme, do Rio de Janeiro (RJ), para o ESPN.com.br

O Vasco entrou em campo no Engenhão precisando vencer o Flamengo e torcer contra o Corinthians para ser campeão brasileiro, neste domingo. Mas o time da Colina não fez nem a parte dele: o empate por 1 a 1 deixou os vascaínos com o vice-campeonato e os rubro-negros na quarta-colocação, com a tão esperada vaga na Libertadores. Diego Souza abriu o placar no primeiro tempo, mas Renato Abreu empatou após o intervalo.

Apesar da segunda colocação, os torcedores vascaínos reconheceram o esforço da equipe, o ótimo desempenho do clube na temporada, aplaudiram os jogadores após o apito final e até gritaram "é campeão, é campeão". Do outro lado, os flamenguistas provocaram os rivais: "Ôooo, vice de novo".

Caso sirva de consolo para a torcida e os jogadores do Vasco, nem mesmo a vitória no clássico carioca daria o título aos cruzmaltino, já que o Corinthians empatou com o Palmeiras – o time do Parque São Jorge só teria chances de perder o título caso perdesse.

Para o Flamengo, o empate teve um sabor especial: além de eliminar qualquer chance do rival na disputa pela taça, o ponto conquistado garantiu os comandados de Vanderlei Luxemburgo na Libertadores independentemente dos resultados de outras equipes.

Veja os gols do jogo!

Veja os gols do jogo!


O jogo - O Vasco começou a partida tentando impor um domínio, mas quem teve a primeira chance de gol foi o Flamengo logo aos três minutos. Leonardo Moura tocou para Fierro, que arriscou de fora da área, mas a bola passou a direita de Fernando Prass. A resposta cruzmaltina veio três minutos depois, quando Felipe achou Fágner dentro da área e o lateral chutou de três dedos, só que a direita de Felipe.

Enquanto o Vasco tinha mais posse de bola e buscava mais o ataque, o Flamengo aproveitava os espaços para avançar. Com dez minutos, Thiago Neves recebeu e de fora da área quase acertou o ângulo de Fernando Prass. Após o lance, os rubro-negros conseguiram equilibrar o confronto e passou a neutralizar mais os ataques vascaínos.

Aos poucos, o Flamengo passou a ter mais posse de bola, mas não levava perigo aos cruzmaltinos. Quando estava sendo mais dominado na partida, os cruzmaltinos abriram o placar no Engenhão. O volante Nílton apareceu na frente, pela direita, passou pela marcação e cruzou para Diego Souza cabecear sozinho para a rede.

Os rubro-negros sentiram o revés e viram o Vasco melhorar na partida. No entanto, nos minuytos finais, os cruzmaltinos recuaram e viram o Flamengo voltar a buscar o ataque. Na melhor chance antes do intervalo, Willians aproveitou escanteio para cabecear em cima de Fernando Prass.

Com Muralha e Deivid nas vagas de Fierro e Negueba, o Flamengo veio em busca do empate, mas viu o Vasco ter a primeria boa chance aos cinco minutos. Felipe tocou para Fágner dentro da área. O lateral direito chutou em cima do goleiro rubro-negro. Só que a resposta dos rubro-negros foi imediata. Muralha arriscou de fora da área e a bola passou raspando a trave direita de Fernando Prass.

Não demorou muito para o Flamengo empatar o placar. Aos dez minutos, Deivid foi lançado por Ronaldinho Gaúcho e tocou para Renato Abreu. O meia tirou do marcador e finalizou sem chance para o goleiro vascaíno.

Depois do gol, o Vasco passou a atacar mais, pois precisava do resultado e viram os rubro-negros recuaram. No entanto, os cruzmaltinos começaram a sentir o efeito da maratona de jogos e visivelmente cansaram em campo. Com isso, o Flamengo controlava a partida. Para piorar, aos 25 minutos, o lateral esquerdo Jumar recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Mesmo cansado, o Vasco seguia em busca da vitória e quase fez o segundo aos 32 minutos. Dedé achou Bernardo dentro da área e o meia chutou para grande defesa de Felipe. Seis minutos depois, em um contra-ataque, Leonardo Moura respondeu e tocou para Ronaldinho Gaúcho. O atacante finalizou para grande defesa de Fernando Prass.

Nos minutos finais, Deivid ainda obrigou a Fernando Prass a grande defesa, mas o Flamengo sofreu com a expulsão do meia Renato Abreu. Mesmo depois do jogo terminado, o vascaíno Felipe foi expulso por reclamar do árbitro.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 1 FLAMENGO

Local:
Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 4 de dezembro de 2011 (Domingo)
Horário: 17h(de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Cortez (RJ)
Assistentes: Rodrigo Joia (RJ) e Ediney Mascarenhas (RJ)
Cartões amarelos: Bernardo, Fernando Prass e Eduardo Costa (Vasco); Alex Silva, Renato Abreu e Negueba (Flamengo)
Cartões vermelhos: Jumar (Vasco); Renato Abreu (Flamengo)
Público:
40.004 torcedores presentes (34.064 pagantes)
Renda: R$ 1.261.440,00
GOLS: VASCO: Diego Souza, aos 30min do primeiro tempo
FLAMENGO: Renato Abreu, aos 10min do segundo tempo

VASCO: Fernando Prass, Fágner, Dedé, Renato Silva e Jumar; Nilton, Fellipe Bastos (Eduardo Costa), Rômulo e Felipe (Bernardo); Diego Souza (Élton) e Alecsandro
Técnico: Cristóvão Borges

FLAMENGO: Felipe, Leonardo Moura, Alex Silva, Welinton e Junior Cesar (Rodrigo Alvim); Willians, Fierro (Muralha), Renato Abreu e Thiago Neves; Ronaldinho Gaúcho e Negueba (Deivid)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Comentários

VÍDEO: Vasco empata sob aplausos, fecha ano com vice e vê Flamengo se garantir na Libertadores

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.