Holanda tenta ser primeira seleção a vencer final tendo período maior de folga

Julio Gomes, de Johanesburgo (África do Sul), para o ESPN.com.br
Um dia de folga a mais do que o rival antes da final da Copa do Mundo faz uma enorme diferença, certo? Errado.

Na história das decisões, seis vezes as duas seleções tiveram um número diferente de dias sem jogos antes da partida final. Nunca a que teve uma folga maior ganhou a decisão. Em 2006, a Itália teve um dia livre a mais do que a França (quatro a três) e foi campeã, mas só nos pênaltis após empate no termo normal e na prorrogação.

Nas outras cinco ocasiões, quem teve menos tempo para treinar ganhou o jogo (veja lista abaixo).

Na final de domingo, a Holanda chegará para o jogo cinco dias depois de sua vitória na semifinal contra o Uruguai, enquanto a Espanha vai atuar quatro dias após a vitória sobre a Alemanha.

1930 - Uruguai (2 dias livres) x Argentina (3). Placar: Uruguai 4 x 2
1966 - Inglaterra (3 dias livres) x Alemanha (4). Placar: Inglaterra 4 x 2
1990 - Alemanha (3 dias livres) x Argentina (4). Placar: Alemanha 1 x 0
1998 - França (3 dias livres) x Brasil (4). Placar: França 3 x 0
2002 - Brasil (3 dias livres) x Alemanha (4). Placar: Brasil 2 x 0
2006 - Itália (4 dias livres) x França (3). Placar: 1 x 1 (Itália vence nos pênaltis)

Nas outras 12 finais de Copa do Mundo, as seleções finalistas tiveram o mesmo período livre entre as semifinais e a decisão.

Nos mundiais anteriores, equipes que chegaram à final mais descansadas foram derrotadas

Nos mundiais anteriores, equipes que chegaram à final mais descansadas foram derrotadas
Crédito da imagem: AFP
Comentários

Holanda tenta ser primeira seleção a vencer final tendo período maior de folga

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.