Após 'folga', Fifa libera treinos das finalistas no Soccer City

Julio Gomes, de Johanesburgo (África do Sul), para o ESPN.com.br
Espanha e Holanda, as finalistas da Copa do Mundo da África do Sul, irão treinar neste sábado no Soccer City, palco da decisão de domingo. Pode parecer um fato corriqueiro, mas não é.

Desde o segundo jogo do torneio realizado no principal estádio, entre Holanda e Dinamarca no dia 14 de junho, nunca mais as duas seleções que se enfrentariam no Soccer City treinaram no dia anterior. Seja por decisão das delegações seja por proibição da Fifa, que tentou, assim, preservar o gramado castigado pelo frio e o clima seco em Johanesburgo.

Foram realizadas até agora sete partidas no estádio, a última delas no 2 de julho, quando Uruguai e Gana decidiram nos pênaltis vaga nas semifinais. Desde então, com uma semana de "descanso" para o gramado (a maior folga desde o início da Copa), os preparativos e cuidados foram tomados para que o palco estivesse em perfeitas condições. Neste sábado, às 13h (de Brasília), a Holanda faz sua sessão de treino aberta para a imprensa, com a Espanha reconhecendo o gramado pouco depois, às 15h15 - só os primeiros 15 minutos poderão ser observados.

A Espanha, curiosamente, ainda não atuou no Soccer City. Já os holandeses venceram a Dinamarca por 2 a 0 no estádio, em sua estreia no Mundial.

O Soccer City foi palco de abertura da Copa no dia 11 de junho, com o duelo entre África do Sul e México - o jogo terminou empatado em 1 a 1, e ambas as seleções treinaram no estádio na véspera. Depois, veio o jogo da Holanda, no dia 14. No dia 17 de junho, Argentina e Coreia do Sul se enfrentaram pela primeira fase, e os argentinos decidiram treinar em Pretória um dia antes do duelo.

No dia 20 de junho, foi a vez de Brasil e Costa do Marfim jogarem no Soccer City. E aí veio a primeira proibição da Fifa, obrigando que os dois países treinassem em outro lugar, já que o gramado estava castigado demais. "Não tem o que fazer. Não conhecemos o estádio, mas são ordens da Fifa", revelou então o Diretor de Comunicações da CBF, Rodrigo Paiva.

Três dias depois, Gana e Alemanha jogaram no maior estádio da Copa. Desta vez, sim, Gana pôde fazer sua sessão de treinos no estádio na véspera da partida - a Alemanha, não. No dia 27, Argentina e México jogaram lá pelas oitavas de final, mas nenhuma das duas seleções treinou no gramado. Finalmente, no dia 2 de julho, Uruguai e Gana se enfrentaram no Soccer City. Um dia antes da partida, somente os uruguaios puderam reconhecer o gramado, já que Gana já havia atuado no estádio.

Além do Soccer City, outros estádios viram problemas com seus gramados na África do Sul. A última vez que duas seleções treinaram no estádio da partida na véspera do duelo foi no dia 23 de junho, quando Dinamarca e Japão puderam fazer uma sessão no Royal Bafokeng, em Rustemburgo. Nos 17 jogos seguintes, em nenhum momento a Fifa permitiu que as duas seleções treinassem no palco do duelo.

O Brasil, por exemplo, não pôde reconhecer os gramados dos estádios de Durban e Porto Elizabeth antes das partidas contra Portugal e Holanda, respectivamente. Nos duelos de quartas de final, além do Uruguai, somente a Alemanha, no estádio Green Point, na Cidade do Cabo, pôde treinar na véspera no palco da partida. Nas semifinais, as quatro seleções envolvidas treinaram fora dos estádios de Durban e Cidade do Cabo.
Comentários

Após 'folga', Fifa libera treinos das finalistas no Soccer City

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.