VÍDEO: Sob vaias da torcida, Palmeiras vence por 1 a 0 com gol de pênalti no fim

ESPN.com.br com agência GE
* (Atualizada com vídeo)

O Palmeiras venceu por 1 a 0 o Atlético-GO nesta quinta-feira, no Palestra Itália, no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Com gol de Cleiton Xavier de pênalti, o clube alviverde pode se classificar para as semifinais até com um empate no jogo de volta em Goiânia.

CLIQUE NO PLAYER DE VÍDEO E VEJA O GOL DA PARTIDA

A torcida palmeirense lotou o estádio para apoiar o clube alviverde – que só se dedica à competição desde a eliminação do Estadual –, mas viu um jogo bastante amarrado, em que os visitantes estiveram melhor em diversos momentos da partida.

O péssimo desempenho do time e a insatisfação da torcida ficaram evidentes aos 30 minutos do segundo tempo, quando o meia Diego Souza foi substituído pelo atacante Paulo Henrique. Xingado na saída de campo, o atleta respondeu com gestos obscenos.

Ainda assim, o Palmeiras pode se classificar até com uma derrota no jogo de volta por um gol de diferença, desde que balance a rede do rival na quarta-feira da semana que vem, no Serra Dourada. Já ao Atlético-GO, resta vencer por dois gols de diferença para enfrentar Vitória ou Vasco.

O Jogo

A necessidade de buscar um bom resultado em casa fez o Palmeiras tomar a iniciativa das ações. Mas como foi prometido por Antônio Carlos, até por respeito ao rival, o time tinha cautela e paciência para tentar furar o sistema defensivo do Atlético-GO. Na base do toque de bola, em jogada pelo lado direito, o time paulista criou a primeira chance aos 12 minutos, só que o chute de Lincoln foi por cima.

O Palmeiras parecia disposto a mostrar um futebol rebuscado contra uma das sensações da Copa do Brasil. Três minutos depois, Diego Souza se posicionou bem na área para receber o cruzamento de Cleiton Xavier e tentou marcar com um voleio. O camisa 7 deu azar: o arremate foi fora do alvo.

Acuado no início, o Atlético-GO acordou apenas a partir dos 30 minutos em uma jogada de bola parada. Na cobrança de falta de Robston na meia esquerda, Marcos rebateu e viu o corte providencial de Edinho na pequena área para evitar o gol dos visitantes, já que Agenor estava pronto para pegar o rebote.

Mas o Palmeiras seguia melhor em campo. Aos 42 minutos, em linda trama envolvendo Lincoln e Cleiton Xavier, Robert pegou a sobra do goleiro Márcio e balançou a rede na pequena área. Contudo, a alegria nas arquibancadas durou pouco. O lance foi anulado corretamente por impedimento do atacante.

Ao fim do primeiro tempo, os titulares do Palmeiras tiveram uma atitude inusitada. Ainda no gramado, eles fizeram uma roda no meio-campo e conversaram por alguns instantes antes da ida ao vestiário. Obviamente, a ordem era encontrar o quanto antes o caminho do gol.

Curiosamente, foi o Atlético-GO que ganhou uma injeção de ânimo e retornou melhor para o segundo tempo. Em dois ataques, os arremates dos visitantes não chegaram à meta alviverde, até que Marcão carimbou o travessão aos oito minutos.

Enquanto a torcida começava a pedir a entrada do atacante Ewerthon no Palmeiras, o organizado Atlético-GO continuava perigoso. Aos 13 minutos, Rodrigo Tiuí bateu colocado da entrada da área e observou um milagre de Marcos no ângulo esquerdo.

Ansioso com a pressão feita pela torcida, o Palmeiras começou a ir de forma desorganizada para o ataque e consequentemente deixava espaços na defesa. No contra-ataque, o Atlético-GO criou nova chance no chute de Marcão. Inspirado, Marcos operou outro milagre.

Em busca de maior movimentação na frente, Antônio Carlos colocou Ewerthon no lugar de Robert, que saiu de campo vaiado. No primeiro lance, Ewerthon deixou, porém, a torcida palmeirense mais irritada. Ele recebeu passe de Diego Souza e, na cara do gol, chutou para fora.

No fim, Antônio Carlos fez a última tentativa com a entrada de Paulo Henrique no lugar de Diego Souza, que também saiu vaiado. Irritado, o camisa 7 respondeu aos torcedores das sociais com gestos. Mesmo com a crise, o Palmeiras encontrou o gol nos acréscimos, em pênalti sofrido por Paulo Henrique e convertido por Cleiton Xavier.

FICHA TÉCNICA:
PALMEIRAS 1 x 0 ATLÉTICO-GO


Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 29 de abril, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Renda: R$ 734.864,00
Público: 23.892 pagantes
Árbitro: Leonardo Gaciba (RS)
Assistentes: Paulo Ricardo Conceição e José Antônio Franco (Ambos RS)
Cartões amarelos: Gilson, Pituca, Jairo e Márcio Gabriel (Atlético-GO); Edinho, Armero, Danilo e Léo (Palmeiras)
Gols:
PALMEIRAS: Cleiton Xavier, aos 49 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Marcos; Márcio Araújo, Léo, Danilo e Armero, Edinho, Marcos Assunção, Cleiton Xavier e Lincoln; Diego Souza (Paulo Henrique) e Robert (Ewerthon)
Técnico: Antônio Carlos Zago

ATLÉTICO-GO: Márcio; Márcio Gabriel, Gilson, Jairo e Tiago Feltri; Agenor, Pituca, Ramalho e Robston; Rodrigo Tiuí e Marcão (Elas)
Técnico: Geninho.
Comentários

VÍDEO: Sob vaias da torcida, Palmeiras vence por 1 a 0 com gol de pênalti no fim

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.