VÍDEO: Robert marca três, e Palmeiras acaba com a dança do Santos na Vila

ESPN.com.br
Tudo estava pronto para a festa e as danças de Robinho, Neymar e Ganso na Vila Belmiro. Mas a tarde foi de um atacante bem menos famoso e muito mais criticado. Robert, execrado pela torcida do Palmeiras, marcou três vezes e comandou a vitória por 4 a 3 no clássico, encerrando uma invencibilidade de 13 jogos do Santos, e mantendo vivas as esperanças de classificação do clube do Palestra Itália.

CLIQUE NO PLAYER ABAIXO PARA VER OS MELHORES MOMENTOS

Robert comandou a vitória do Palmeiras
Robert comandou a vitória do Palmeiras

No início do jogo, o dia parecia mesmo destinado às comemorações irreverentes dos santistas. Logo aos dez minutos, Pará avançou pela esquerda e tentou cruzar para a área. Ele errou o cruzamento, mas acertou o ângulo do gol defendido por Marcos, abrindo o placar.

O Santos, líder do campeonato e baladado como melhor time do país, tomou o controle da partida. E, aos 30, ampliou após ótima jogada de Ganso, que encontrou Neymar livre para fazer 2 a 0. Depois da bola na rede, os santistas fizeram mais uma vez suas tradicionais coreografias. Aos palmeirenses, restou apenas assistir à irreverência dos rivais.

No momento em que o Santos parecia ter o jogo nas mãos, dois lances mudaram o rumo da partida. Aos 40 minutos, Robert aproveitou cruzamento de Cleiton Xavier e, de cabeça, diminuiu. No lance seguinte, o atacante voltou a aparecer e aproveitou passe de Armero para empatar.

No segundo tempo, o clássico continuou emocionante. Em quatro minutos, uma chance para cada lado. Primeiro, foi a vez de Marcos salvar o Palmeiras no chute de Paulo Henrique. Na sequência, Ewerthon desarmou Wesley, invadiu a área e finalizou para fora.

Em nova falha da zaga santista, o Palmeiras fez o que muitos pareciam impossível: virou o placar. Aos 11 minutos, Cleiton Xavier fez o levantamento, Léo cabeceou na trave e Diego Souza completou para as redes.

Ciente de que seu time perdeu a força ofensiva, Dorival Júnior mudou o esquema de jogo. Maranhão entrou na lateral direita e Wesley passou a atuar no meio-campo. Marquinhos foi sacado. Além disso, Zé Eduardo substituiu o apagado André na frente.

As alterações surtiram efeito, o Santos passou a pressionar e acordou sua torcida. Aos 34 minutos, veio o empate. Paulo Henrique foi o autor da assistência para a conclusão de Madson na saída de Marcos.

No fim, Neymar acabou expulso por falta em Pierre e deu nova vida ao Palmeiras. Inspirado, Robert roubou bola no campo de ataque e mandou uma bomba para vencer Felipe. Nem mesmo a expulsão de Léo evitou o triunfo do Verdão por 4 a 3.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 3 x 4 PALMEIRAS

Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 14 de março de 2010, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Renda: R$ 543.940,00
Público: 11.452 pagantes
Árbitro: Antonio Rogério Batista do Prado
Assistentes: Dante Mesquita Júnior e Rogério Pablos Zanardo

Cartões amarelos: Robinho (Santos); Marcos, Diego Souza, Eduardo, Edinho e Léo (Palmeiras);
Cartões vermelhos: Neymar (Santos); Léo (Palmeiras)

Gols:
SANTOS: Pará, aos dez, Neymar, aos 30 minutos do primeiro tempo; Madson, aos 34 minutos do segundo tempo.
PALMEIRAS: Robert, aos 40 e 42 minutos do primeiro tempo; Diego Souza, aos 11, Robert, aos 41 minutos do segundo tempo.

SANTOS: Felipe; Wesley (Madson), Edu Dracena, Durval e Pará; Arouca, Marquinhos (Maranhão) e Paulo Henrique; Neymar, André (Zé Eduardo) e Robinho.
Técnico: Dorival Júnior

PALMEIRAS: Marcos; Eduardo (Márcio Araújo), Léo, Danilo e Armero; Pierre, Edinho (Ivo), Cleiton Xavier e Diego Souza; Ewerthon (Lincoln) e Robert
Técnico: Antônio Carlos Zago
Comentários

VÍDEO: Robert marca três, e Palmeiras acaba com a dança do Santos na Vila

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.