<
>

NHL: o Mock Draft de 2018

Como prometido no meu texto de introdução ao Draft de 2018 da NHL, aqui está o meu mock.

Antes de irmos para as escolhas, alguns pontos a serem clareados. Um mock draft, pela definição da expressão, é a projeção de como o Draft irá se desenrolar, uma previsão das preferências de cada time. Este, no entanto, não é exatamente uma previsão. Como apontado no texto acima, muitas surpresas podem acontecer. Minha expectativa é que Montreal selecione Jesperi Kotkaniemi, e é provável que Noah Dobson não dure até a nona escolha.

Este mock se baseia bastante na minha opinião e avaliação destes prospectos para a NHL. Este mock é basicamente como eu ranqueio estes jogadores e seus potenciais.

Novamente, repassando os níveis de talento, Dahlin está sozinho no topo, depois temos um grupo de nove jogadores que vai de Andrei Svechnikov até Adam Boqvist, depois um grupo de dez jogadores de Barrett Hayton até Rasmus Sandin e por último outros 13 jogadores, de K’Andre Miller até Serron Noel.

Mesmo com essas divisões, temos alguns elementos x, como bem destacado em suas descrições. Esses são os jogadores que podem surpreender e irem em posições bem diferentes das que eu os ranqueei, indo muito cedo ou muito tarde no draft. São eles: Vitali Kravtsov, Ryan Merkley e Dominik Bokk.

Para finalizar, destaquei 33 jogadores que tem alta possibilidade de serem selecionados na 1ª rodada. Estão sobrando dois, evidente. Estes dois, Jake Wise e Serron Noel, merecem menções por serem talentos de 1ª rodada, apesar de não entrarem na minha lista final das 31 escolhas.

Vocês perceberão também um padrão de: número da escolha, time que possui a seleção, o prospect a ser selecionado, sua posição, seu país de origem e o time que ele defendeu em sua última temporada.

Sem mais delongas, meu mock draft da classe de 2018 da NHL:

1 – Buffalo Sabres - Rasmus Dahlin – Defensor, Suécia – Frolunda, SHL

Dahlin é o melhor jogador deste draft, sem nenhuma dúvida, e o melhor defensor a entrar em um draft neste século. Nenhum outro criou tantas expectativas quanto Dahlin, seja Drew Doughty, Alex Pietrangelo ou Victor Hedman, todos escolhas altíssimas. Justificado: Dahlin dominou todos os níveis de hockey que jogou, com sua patinação muito acima da média, QI de hockey estupendo e a capacidade de liderar o ritmo de um jogo da linha azul. Dahlin tem todas as ferramentas para ser um defensor de franquia por muitos anos.

2 – Carolina Hurricanes - Andrei Svechnikov – Right Winger, Rússia – Barrie Colts, OHL

Svechnikov é uma máquina ofensiva. O russo é capaz de marcar gols de todas as maneiras: com tiros a longa distância, pegando rebotes e fazendo o trabalho sujo na frente do gol ou usando sua grande habilidade para passar por defensores e bater o goleiro a curta distância. Svechnikov também passa o disco muito bem e sabe jogar físico. É um winger completo que projeta marcar mais de 30 gols em uma temporada na NHL, já estando pronto para se tornar profissional.

3 – Montreal Canadiens - Filip Zadina – Right Winger, Tchéquia – Halifax Mooseheads, QMJHL

Zadina, assim como Svechnikov, também projeta ser capaz de marcar 30 gols em uma temporada na NHL. O tcheco tem muitas armas ofensivas, é veloz e com um jogo bastante maduro tanto no ataque quanto na defesa, mas o grande destaque é o seu tiro. Zadina também gosta de aparecer em palcos grandes, tendo excelentes atuações por sua seleção ao participar de torneios internacionais. Mesmo com 17 anos, foi muitíssimo bem no Mundial Sub-20, sendo um dos grandes destaques do torneio.

4 – Ottawa Senators - Brady Tkachuk – Left Winger, EUA – Boston Uniservity, NCAA

Tkachuk, irmão mais novo de Matthew Tkachuk, dos Flames, tem mais potencial do que seu irmão entrando no seu draft. Já também pronto para a NHL, Brady adora a parte física do jogo, onde ele brilha e chama atenção. Chama atenção porque não é todo dia que se encontra um garoto tão disposto a jogar na zona suja do gelo e que tem instintos ofensivos tão bons quanto ele. Tkachuk é o winger que todo time quer, capaz de jogar em todas as situações e nos minutos importantes de uma partida.

5 – Arizona Coyotes - Jesperi Kotkaniemi – Center, Finlândia – Assat, Liiga

Kotkaniemi é o melhor center disponível no draft, ponto. Não, transformar Zadina ou Tkachuk em centers não é uma possibilidade, pelo simples fato de eles nunca terem jogado como centers em suas vidas. Kotkaniemi, no entanto, é um center nato. E o com maior potencial de se tornar um center de primeira linha de sua classe. Tremendo criador de jogadas, o finlandês tem ótimas mãos e sabe jogar muitíssimo bem em todas as zonas do gelo. Tem tamanho, mas precisa se desenvolver fisicamente.

6 – Detroit Red Wings - Quinn Hughes – Defensor, EUA – Michigan, NCAA

Quinn é o primeiro Hughes a entrar no draft da NHL. Seu irmão, Jack, é o grande favorito a ser a 1ª escolha do draft de 2019. Quinn é um patinador tão bom quanto Dahlin, capaz de criar muitas chances ofensivas ao deixar jogadores para trás com sua velocidade, transitando da zona defensiva para a neutra para a ofensiva com tremenda facilidade. Seus instintos e passes são de elite. Quinn não defende tão bem, mas tem o puck em seu stick sempre que está no gelo. Não será surpresa se Hughes já jogar na NHL na próxima temporada.

7 – Vancouver Canucks - Evan Bouchard – Defensor, Canadá – London Knights, OHL

Bouchard carregou seu time da CHL, o London Knights, nas costas durante essa temporada. Jogando perto de 30 minutos por noite, Bouchard teve uma temporada espetacular, com 87 pontos em 67 jogos. Defensor capaz de liderar o power play, tem um tremendo tiro da linha azul e consegue passar o disco muito bem. É excelente na zona defensiva, usando seu tamanho e QI de hockey para sempre estar na posição certa e dificultar a vida dos adversários.

8 – Chicago Blackhawks - Oliver Wahlstrom – Right Winger, EUA – USA NTDP, USHL

Walhstrom é um winger que pode, muito bem, se tornar o melhor marcador de gols de sua classe. Seu tiro é impecável, capaz de acertar o canto que bem desejar, da distância que estiver. Wahlstrom mostrou ser um artilheiro de elite jogando ao lado de Jack Hughes pela seleção norte-americana Sub-18, mas precisará de tempo para arredondar seu jogo como um todo. As ferramentas para marcar gols e criar chances ofensivas ele tem.

9 – New York Rangers - Noah Dobson – Defensor, Canadá – Acadie-Bathurst, QMJHL

Dobson teve uma temporada incrível, sendo o principal defensor do seu time que venceu a QMJHL e a Memorial Cup. Assim como Bouchard e Boqvist, defensores destros são difíceis de se encontrar. Defensores destros com as habilidades ofensivas e defensivas de Dobson, então? O canadense atira muitíssimo bem de longe, podendo liderar um power play na NHL. Patina muito bem para o seu tamanho e tem ótimas leituras na zona defensiva.

10 – Edmonton Oilers - Adam Boqvist – Defensor, Suécia – Byrnar, SHL-U20

Boqvist é um jogador interessante, que se encaixa muito bem no novo molde da NHL de jogadores rápidos e habilidosos. Com instintos ofensivos exemplares, Boqvist coordena o ataque da linha azul, executando passes precisos e criativos que poucos conseguem. Seu QI de hockey é inquestionável, processando o jogo de maneira rápida e sempre achando uma boa saída para problemas. Boqvist defende melhor que Hughes, mas ainda precisa evoluir em sua própria zona. Por não ter uma estatura grande, pode se complicar. Outro jogador que tinha um perfil muito parecido ao ser draftado? Erik Karlsson.

11 – New York Islanders – Barrett Hayton – Center, Canadá – SS Marie Greyhounds, OHL

Hayton é muito equilibrado, ótimo em todas as zonas do gelo, com potencial de se tornar um center de 1ª ou 2ª linha que pode jogar em todas as situações e ser confiado por seu técnico para tarefas difíceis. Em uma classe com poucos centers, Hayton com certeza está no topo de sua posição junto com Kotkaniemi.

12 – New York Islanders (CGY) – Ty Smith – Defensor, Canadá – Spokane Chiefs, OHL

Smith é um defensor que adora desacelerar o ritmo da partida, tendo bons instintos ofensivos e participando de maneira efetiva do ataque, sendo muito bom na zona defensiva também. Smith tem ótima percepção de como o jogo se desenrola, sabendo diferenciar as situações em que ele pode tomar mais riscos ou precisa ser mais seguro na defesa.

13 – Dallas Stars – Vitali Kravtsov – Right Winger, Rússia – Traktor Chelyabinsk, KHL

Kravtsov é um elemento x nesse draft. As chances de ele ser selecionado no Top 10 com certeza existem. Kravtsov não teve uma temporada regular muito boa, mas foi incrível nos playoffs da KHL por seu time, se destacando em meio a adultos na liga russa. Habilidoso para o seu tamanho, atira muito bem e é sempre notável na zona ofensiva. Altíssimo potencial ofensivo.

14 – Philadelphia Flyers (STL) – Joe Veleno – Center, Canadá – Drummondville Voltigeurs, QMJHL

Veleno é um excelente patinador, com ótimas habilidades ofensivas, mas que não domina partidas da maneira que se espera de um center de elite. Tem futuro na NHL, no mínimo como um center de 2ª linha.

15 – Florida Panthers – Rasmus Kupari – Center, Finlândia – Karpat, Liiga

Kupari é um dos melhores centers disponíveis, e o melhor patinador de sua categoria. Muito móvel, tem um bom tiro e grande potencial de se tornar um jogador completo, ancorando uma linha com confiança.

16 – Colorado Avalanche – Joel Farebee – Left Winger, EUA – USA NTDP, USHL

Farabee é um winger bem completo, bastante inteligente para sua idade, capaz de jogar tanto no power play e penalty kill com eficiência. Líder nato, Farabee é um ótimo exemplo dentro e fora do gelo.

17 – New Jersey Devils – Bode Wilde – Defensor, EUA – USA NTDP, USHL

Wilde é um defensor destro que patina muitíssimo bem, tem criatividade e habilidade, mas que precisa melhorar seu jogo defensivo e diminuir os erros na própria zona. Potencial alto, no entanto, existe.

18 – Columbus Blue Jackets – Isac Lundestrom – Center/Left Winger, Suécia – Lulea HF, SHL

Lundestrom é mais um forward com boas capacidades defensivas, se virando muito bem em todas as áreas do gelo. Seu QI de hockey impressiona para a idade. Precisa definir sua posição.

19 – Philadelphia Flyers – Grigori Denisenko – Left Winger, Rússia – Loko Yaroslavl, MHL

Denisenko é um criador de jogadas, aproveitando de sua criatividade para criar excelentes e muitas oportunidades ofensivas para o seu time. Precisa se desenvolver fisicamente.

20 – Los Angeles Kings – Rasmus Sandin – Defensor, Suécia – SS Marie Greyhounds, OHL

Sandin fez a transição da Suécia para o Canadá aos 17 anos de maneira bem fácil. Jogando na OHL, provou ser ótimo defensivamente, com alto QI de hockey para enxergar espaços e fazer a transição do disco de maneira muito efetiva.

21 – San Jose Sharks – K’Andre Miller – Defensor, EUA – USA NTDP, USHL

Miller é um ótimo patinador, jogando muito bem fisicamente e usando o seu tamanho como vantagem. Miller também era um forward há não muito tempo, o que torna seu potencial como defensor ainda maior, já que ele aprenderá muito com os técnicos do time que o draftar.

22 – Ottawa Senators (PIT) – Dominik Bokk – Right Winger, Alemanha – Vaxjo Lakers, SHL

Bokk é um dos meus prospects preferidos desse draft. Winger com tremendas habilidades ofensivas, sabe driblar defensores, explodir com velocidade e finalizar com precisão. É um projeto, demorará até se tornar um jogador sólido de NHL.

23 – Anaheim Ducks – Ryan McLeod – Center, Canadá – Mississauga Steelheads, OHL

McLeod é um pacote bastante interessante. Muito veloz, com alto QI de hockey e boas armas ofensivas e defensivas. No entanto, falta consistência para McLeod – criatividade, maneiras de construir jogadas no ataque, algo que se espera de um center selecionado na 1ª rodada.

24 – Minnesota Wild – Martin Kaut – Right Winger, Tchéquia – HC Dynamo Pardubice, Czech

Kaut infelizmente teve que deixar o combine mais cedo ao descobrir um pequeno problema cardíaco que requereu cirurgia. A expectativa é que ele consiga retomar sua carreira normalmente. Kaut é um talento de 1ª rodada. Bem completo, versátil, capaz de jogar de maneira física e habilidosa.

25 – Toronto Maple Leafs – Jonatan Berggren – Right Winger, Suécia - Skellefteå AIK, SHL U20

Berggren é um forward de pouco tamanho, mas bom potencial ofensivo. Novamente, ele joga como a NHL está se moldando: com velocidade e habilidade. E isso ele tem de sobra.

26 – New York Rangers (BOS) – Akil Thomas – Center, Canadá – Niagara IceDogs, OHL

Thomas foi basicamente o único ponto positivo dos IceDogs na última temporada, jogando muitos minutos e nas principais situações do time. Center não tão versátil, mas seguro e confiável.

27 – Chicago Blackhawks (NSH) – Mattias Samuelsson – Defensor, Suécia/EUA – USA NTDP, USHL

Samuelsson é um defensor enorme, ótimo em sua própria zona e capaz de jogar muitos minutos. Joga físico com abundância, mas é limitado ofensivamente. Defensor seguro.

28 – New York Rangers (TBL) – Ryan Merkley – Defensor, Canadá – Guelph Storm, OHL

Merkley é um dos jogadores mais novos deste draft, também outro elemento x de risco alto, mas que pode se tonar um tremendo defensor. Merkley tem uma visão de jogo impecável, sendo um passador incrível tanto na defesa quanto no ataque, liderando seu time nas transições e no power play. Em termos de puro talento, Merkley merece estar no Top 10. No entanto, sua disciplina e espírito de equipe são bastante questionados. O risco com Merkley é muito alto. Mas ele pode se tornar um dos melhores jogadores dessa classe se deixar de lado o aspecto negativo de suas características.

29 – St Louis Blues (WPG) – Jared McIsaac – Defensor, Canadá – Halifax Mooseheads, QMJHL

McIsaac é um defensor muito seguro em sua zona, lendo bem jogadas, usando seu corpo para criar separações do seu adversário para o disco e forçando turnovers. Precisa melhorar seu jogo na zona ofensiva para se tornar um defensor mais completo.

30 – Detroit Red Wings (VGK) – Ty Dellandrea – Center, Canadá – Flint Firebirds, OHL

Dellandrea é um center grande, finalizador, que também é muito bom defensivamente e no penalty kill. Seu jogo ofensivo não é muito chamativo, pode melhorar com o disco em seu stick.

31 – Washington Capitals – Jesse Ylonen – Right Winger, Finlândia/EUA – Espoo-Metis Liiga 2

Ylonen é excelente no ataque, criando diversas chances por jogo com velocidade e criatividade. Seu jogo defensivo não é dos melhores e ele tende a perder batalhas, no entanto. Precisa amadurecer fisicamente.

Jake Wise – Center, EUA – USA NTDP, USHL

Wise é um center bastante competitivo, com ótima ética, excelente passe e visão ofensiva. Wise trabalha bastante e parece incansável. Sua persistência com certeza o levará à NHL.

Serron Noel – Right Winger, Canadá / Oshawa Generals, OHL

Noel é outro pacote interessante, mas muito mais pelos seus atributos físicos. É o jogador de maior tamanho entre os forwards da 1ª/2ª rodada, que finaliza checks muito bem, mas que precisa evoluir seu jogo ofensivo e defensivo como um todo para se tornar profissional.

É isso, fã de esportes. Se tiver alguma dúvida, questão ou comentário, você também pode me procurar no twitter, no @LucasHanashiro. Estou sempre aberto a sugestões e uma boa conversa de hockey.