<
>

Ex-Patriots lembra bronca de Belichick em Brady: 'Se não pensasse na capa de revista com Gisele talvez acertasse o passe'

Bill Belichick é amplamente conhecido por ter um nível de exigência bastante elevado. Todos os jogadores que passam pelo New England Patriots afirmam que o treinador não pega leve nem com Tom Brady, mas as novas histórias não deixam de surpreender.

Em participação no podcast “Your Mom’s House”, o ex-fullback Heath Evans contou que nem mesmo o brilhante ano de 2007, quando os Patriots venceram todos os jogos da temporada regular, foi suficiente para amenizar os ânimos de Belichick.

“A melhor coisa de Bill é que não há muita gente que pode f* Tom Brady em uma sala de reuniões”, disse o jogador que disputou quatro temporadas sob o comando do treinador.

“Quando você está em New England, se você é um astro, você é treinado de forma mais dura do que qualquer outro”, contou, explicando que a lógica do treinador é de que se Brady não estiver rendendo o máximo será difícil manter o ritmo do restante do grupo.

Desta forma, Brady ouvia muitas críticas, mesmo depois de vitórias com placares complemente dominantes. Bastava um erro do quarterback e o cenário já estava montado.

“Estou tentando lembrar como começou, mas ele estava como ‘se você não estivesse preocupado com a próxima GQ Magazine sua e da Gisele, talvez, apenas talvez você não teria lançado aquela interceptação. É Natal? É outubro, Brady. O Natal chegou mais cedo? Eu poderia ir para Foxborough High e conseguir alguém que lançasse a bola melhor que você’”, contou.

A parceria Belichick/Brady conquistou em fevereiro o sexto título de Super Bowl em 18 temporadas, mas naquele ano de 2007 as coisas foram bem até a decisão, que acabou sendo vencida pelo New York Giants.