<
>

Top 5 da NFL: craques que deixaram a aposentadoria para voltar à bola oval

play
NFL: Antonio Brown pediu para ser trocado dos Steelers, mas quais os possíveis destinos? Paulo Antunes analisa (6:02)

Wide receiver fez pedido formal para deixar o Pittsburgh Steelers depois de nove temporadas (6:02)

Jason Witten está de volta à NFL. Um dos grandes jogadores da história do Dallas Cowboys deixou a aposentadoria e o cargo de comentarista da ESPN no "Monday Night Football" para retornar à franquia do Texas. Mas ele não foi o único.

Foram apenas alguns meses de ausência, já que ele havia anunciado que pararia em maio do ano passado, ficando fora da temporada 2018.

Em 15 anos no Dallas, ele contabilizou 1.152 recepções (4º na história, atrás de Jerry Rice, Tony Gonzalez e Larry Fitzgerald) e 12.448 jardas recebidas (21º no geral, mas segundo entre os tight ends: Gonzalez é o líder), além de ser o recordista da franquia em:

- total de jogos, com 239

- jogos consecutivos, 236

- jogos como titular, 229

Além disso, Witten é responsável pela façanha de ficar fora de apenas uma partida (no seu ano como novato) em toda a sua trajetória como profissional.

Os números fazer de Witten uma verdadeira lenda nos Cowboys, tanto que a nota oficial de seu retorno à equipe diz: “Coloque um ponto final no relógio do Hall da Fama. Melhor ainda, pare por enquanto. Isso por que Jason Witten decidiu que ele não terminou de jogar ainda.”

”O fogo para competir e jogar este jogo ainda está queimando muito forte dentro de mim", disse Witten, também em comunicado.”

Voltar da aposentadoria não é exclusividade do tight end. Veja, abaixo, outros craques que decidiram “despendurar” as chuteiras e voltar à NFL:

Marshawn Lynch

O running back, inicialmente aposentado durante o Super Bowl 50, retornou de um hiato de 1 ano, deixando o Seattle Seahawks e indo para os Raiders, de sua cidade natal, Oakland.


Jay Cutler

Pendurou as luvas depois de 11 anos na NFL, depois de defender Denver Broncos (2006–2008) e Chicago Bears (2009–2016). Mas, em 2017, seu ex-coordenador ofensivo, Adam Gase, procurou os serviços do quarterback para substituir Ryan Tannehill, que havia sofrido uma lesão nos ligamentos. Assim, Cutler retornou à liga, dessa vez no Miami Dolphins.


Brett Favre

Anunciou sua aposentaria em março de 2008, mas o fim da carreira durou apenas alguns meses. Após um imbróglio com o Green Bay Packers – ele ainda tinha contrato –, o quarterback foi trocado com o New York Jets, onde passou uma temporada ano antes de terminar sua carreira com o Minnesota, levando os Vikings à final da NFC em 2009, perdendo para o campeão New Orleans Saints.


Deion Sanders

Ficou três temporadas antes de ser retirado da aposentadoria em 2004 pelo Baltimore Ravens. O cornerback, atuou por mais duas temporadas, em conseguir vaga nos playoffs em ambas.