<
>

NFL: Steelers não usará tag em Le'Veon Bell

play
NFL: Antonio Brown pediu para ser trocado dos Steelers, mas quais os possíveis destinos? Paulo Antunes analisa (6:02)

Wide receiver fez pedido formal para deixar o Pittsburgh Steelers depois de nove temporadas (6:02)

Le’Veon Bell será um agente livre.

Kevin Colbert, diretor geral, informou repórteres nesta quarta-feira, que o Pittsburgh Steelers não aplicará a chamada franchise tag no running back.

“Le’Veon Bell ainda é um grande jogador”, afirmou Colbert. “A gente não pode arriscar usar qualquer forma de tag. Le’Veon será um agente livre irrestrito no começo da nova temporada”, complementou.

Ao perder Bell, o time irá receber uma escolha compensatória para o Draft de 2020, que pode ser de terceira rodada. Colbert afirmou que a tag de transição não era viável por conta do alto valor, R$ 54,13 milhões (14, 5 milhões de dólares), e porque os running backs, James Conner e Jaylen Samuels foram produtivos na última temporada.

Bell, que fez 27 anos na última segunda-feira, se recusou a aceitar a franchise tag do ano passado e não jogou nenhum jogo na última temporada, o que lhe custou seu salário de 14,5 milhões de dólares.

O jogador teve uma reação enfática em sua conta de Twitter. Ele colocou uma frase do discurso, 'I Have a Dream' Martin Luther King Jr: "Finalmente livre, finalmente livre, graças ao Deus Podereso, finalmente, estou livre", escreveu Bell.

O valor de Bell na NFL é grande. Mesmo sem entrar em campo no ano passado, Bell é o running back que mais tocou na bola, desde de 2013 – ano que chegou na liga.

Antes do anúncio de Colbert, houve uma briga crescendo entre a NFL e associação de jogadores (NFLPA) sobre o valor na tag de transição de Bell. A NFLPA, defendo o jogador, afirmava que o valor deveria ser 14,5 milhões de dólares. Os Steelers argumentava que o valor deveria ser 9,5 milhões de dólares porque Bell não jogou no ano passado.

Antonio Brown

Colbert também afirmou que não venderá barato o wide receiver Antonio Brown. Mesmo reconhecendo que o relacionamento entre a franquia e o jogador não possui solução, o diretor geral afirmou que sem o preço certo pode optar manter o WR no elenco.

“Estamos decepcionados nesse momento. Como as coisas aconteceram, então, estamos todos desapontados”, afirmou Colbert. “Respeitosamente, entramos em acordo que buscar uma troca poderia ser a melhor maneira de agir, para ambos os lados….Mas, de nenhuma maneira faremos uma troca ou nenhuma mudança que não seria benéfica para o Pittsburgh Steelers. Não faremos desconto no mercado de trocas e não liberaremos o jogador”, conclui.

Brown e Bell tiveram muito peso no ataque dos Steelers. Nas cinco temporadas juntos, de 2013-2017, os jogadores combinaram para 15,898 jardas e 52% do total de jardas da equipe. Nesse mesmo período, nenhuma outra dupla combinou para 40% das jardas do time.

Ele adicionou que os Steelers não tiveram nenhuma conversa com outros times sobre Brown. Colbert informou que Drew Rosenhaus, agente do jogador, mão estará envolvido no processo de troca, mas “nos manteremos no controle”.

Na terça-feira, o presidente do time, Art Rooney II, passou entre 20 e 30 minutos com Brown discutindo o futuro do jogador. Quanto ao que deu errado com Brown, Colbert falou sobre a conversa de Rooney, mas apontou em duas ocasiões diferentes que Brown é um jogador "altamente emocional", o que é bom "98 por cento" do tempo.

“Sabemos que temos um jogador importante. Sabemos que o melhor é seguir em frente”, revelou Colbert. “Mas também sabemos que só faremos isso sso se nos beneficiar.

Informação do Adam Schefter, repórter da ESPN, foi usada na matéria.