<
>

Pro Bowl: AFC vence NFC por 26 a 7

No terceiro Pro Bowl disputado em Orlando, a seleção da Conferência Americana (AFC) venceu por 26 a 7 os melhores jogadores da Conferência Nacional (NFC). O jogo teve um domínio da AFC, que acabou ganhando o primeiro tempo por 17 a 0.

A vitória serviu para evidenciar mais o domínio da Conferência Americana no Pro Bowl. Desde que mudou para o formato atual, a AFC conquistou quatro das cinco disputas.

Patrick Mahomes

O primeiro TD do quarterback, provável MVP da temporada, na partida veio em um passe para o tight end Eric Ebron do Indianapolis Colts, que também fez seus primeiros pontos em um Pro Bowl.

Uma jogada antes, Mahomes tentou conectar um passe sem olhar para o recebedor Juju Smith-Schuster, mas o wide receiver acabou dropando a bola.

Ao todo, Mahomes participou de 3 campanhas, completou sete passes dos 11 tentados e acumulou 156 jardas na partida.

Cameron Jordan

O defensive end do New Orleans Saints aproveitou a chegada no Pro Bowl para fazer crítica à arbitragem. O jogador usou uma camisa com dizeres que, em tradução livre, afirmavam: "Apite os jogos, não os destrua", e "Faça as chamadas, não desculpas".

Na final da AFC, a arbitragem não apitou uma falta de interferência de passe e capacete com capacete, que acabou influenciando na vitória do Los Angeles Rams sobre os Saints.

Chuva de Interceptações

Apesar de ser um jogo conhecido por pouca defesa, o Pro Bowl deste ano teve cinco interceptações.

Andrew Luck foi interceptado por Kyle Fuller em seu terceiro passe da partida, sendo que o QB não tinha completado nenhuma tentativa.

Mitchell Trubisky, criticado durante a temporada por suas decisões de passe, entregou a bola na mão do cornerback Chris Harris Jr. depois de sair do pocket e ficar sem opção.

O quarterback do Chicago Bears teve uma partida ruim em sua primeira participação do Pro Bowl. Trubisky completou 5 dos 9 passes tentados, conseguindo apenas 34 jardas.

A outra interceptação saiu das mãos de um wide receiver. Fazendo uma jogada “engraçadinha”, a NFC tentou converter um passe saindo das mãos do recebedor Adam Thielen.

Em sua única tentativa de passe, o jogador foi interceptado quando tentava achar Alvin Kamara. Jamal Adams, conhecido por ter derrubado o mascote do New England Patriots ao longo da semana, ficou com a interceptação.

Deshaun Watson acabou entrando na festa e também foi interceptado. O QB do Houston Texans tentou um passe para Jarvis Landy, mas acabou sendo interceptado por Mike Evans, que, apesar de ser recebedor, brincava como cornerback no lance.

Evans não era o único jogador de ataque compondo a defesa da NFC, já que Saquon Barkley também participava da brincadeira. A jogada ainda terminou em um famoso rugby, e o running back do New York Giants cobriu 147,96 jardas correndo, algo que não havia feito nenhuma vez na temporada regular.

Duas jogadas depois, Dak Prescott tentou um passe e....foi interceptado. O quarterback do Dallas Cowboys, que tinha conseguido o TD na campanha anterior, tentava uma conexão com George Kittle, mas Xavier Howard entrou no caminho dos dois e deu mais uma chance a Deshaun Watson.

Fora de sua posição

Saquon Barkley e Mike Evans não foram os únicos jogadores que tiveram sucesso mudando do ataque para a defesa. O cornerback Jaylen Ramsey recebeu um passe de 6 jardas de Deshaun Watson para anotar o último touchdown da partida.

Poucos Pontos

O jogo foi o terceiro seguido em que nenhum dos times consegue somar mais de 30 pontos em uma partida. É a primeira vez que isso acontece desde 1996 a 1999, quando o Pro Bowl não viu nenhum dos times marcar menos de 30 pontos em quatro edições seguidas.