<
>

NFL: Jogador dos Saints sugere 'tapetão' por arbitragem polêmica contra os Rams

play
Na NFL, defensor dos Rams admite falta contra os Saints, dá risada e manda recado: 'Vocês ouviram o árbitro' (0:45)

Nickell Robey-Coleman brincou com o lance que eliminou New Orleans e ainda agradeceu arbitragem (0:45)

A polêmica de arbitragem na final da Conferência Nacional (AFC) parece longe de terminar. Agora, o wide receiver Michael Thomas, do New Orleans Saints, quer que a NFL intervenha para mudar a derrota para o Los Angeles Rams.

“Regra 17, sessão 2, artigo 3”, escreveu Thomas em sua conta no Twitter, marcando a NFL e usando emojis para sinalizar que está com o coração partido pela derrota do domingo.

No livro de regras da NFL, o citado trecho abre a possibilidade de uma mudança no destino das equipes: “O poder do comissário sob a sessão dois inclui (...) a reversão do resultado de um jogo ou a remarcação da partida, seja desde o começo ou do ponto em que o ato extraordinário aconteceu”.

O momento crucial aconteceu dentro dos dois últimos minutos do jogo, quando Nickell Robey-Coleman cometeu uma clara interferência em Tommylee Lewis, mas a arbitragem não sinalizou nenhuma falta.

“Frustrante. Acabei de falar por telefone com o escritório da liga. Eles erraram na marcação e, cara, tivemos muitas oportunidades também, mas aquela marcação era 1ª para 10, iríamos ajoelhar três vezes e foi uma marcação que mudou o jogo”, disse o técnico Sean Payton, dos Saints, logo após a partida.

“Eles fizeram muitas jogadas também. Eles venceram o jogo. O kicker fez alguns grandes chutes, mas uma falta como aquela não ser marcada, cara, é duro de engolir”, completou.