<
>

NFL: final da AFC tem Brady decisivo, 'tiroteio' com Chiefs e Império do New England Patriots

Que domingo para o fã de NFL!

As Finais de Conferência de 2019 foram eletrizantes: pela primeira vez na história, as duas vagas no Super Bowl foram decididas na prorrogação. Jogaços dentro de campo e muita história no entorno das partidas! Teve polêmica de arbitragem, provocação fora de campo e (mais um) show de Tom Brady.

O New England Patriots triunfou, de novo, na AFC. Desta vez, com vitória fora de casa sobre o Kansas City Chiefs. Na NFC, o Los Angeles Rams também venceu fora de casa, eliminando o New Orleans Saints no Superdome pela primeira vez na era Brees.

Saiba tudo o que rolou na final da Conferência Americana!

É muito tempo!

Todo mundo sabe: não deixe Tom Brady com a última bola do jogo, se não... ele castiga. Mas a final da AFC também tinha outro doutrinador: Patrick Mahomes, o provável MVP da temporada. O resultado? Um verdadeiro tiroteio nos momentos finais, com absurdos 38 pontos anotados só no último quarto. Era virada atrás de virada, sempre deixando alguns segundos no cronômetro – o suficiente para o adversário voltar no jogo.

Tom Brady, o Sr. Decisivo

Com os dois ataques entrando em ‘modo imparável’ no fim da partida, quem definiu a vaga no Super Bowl foi... a moeda. A sorte no cara ou coroa sorriu para os Patriots, que começaram com a bola na prorrogação e não deram chance ao adversário, anotando o touchdown decisivo na primeira posse. Mas Brady teve grande parte nisso, sendo decisivo e convertendo três terceiras decidas longas em sequência!

O Lamar Brady Hunt Trophy

O Lamar Hunt Trophy é o troféu dado ao campeão da Conferência Americana. O nome da taça é uma homenagem ao fundador dos Chiefs, que foi importantíssimo no crescimento da AFL. Ironicamente, foi em Kansas City que a honraria foi entregue, mais uma vez, ao QB do New England Patriots. É a nona conquista do camisa 12. Já podem chamar o troféu de Tom Brady Trophy?

Segue o Império!

Ninguém desbanca os Patriots na Conferência Americana: são nove títulos em 18 possíveis, além das quatro derrotas na final da AFC. Já dá para comparar com o Império Galático, da saga Star Wars: tem o velho ranzinza, estrategista, genial e odiado no comando, com “o escolhido” executando o que é preciso dentro de campo com um talento jamais visto em outra pessoa. Vai encarar o ‘Darth Brady’?

Quer Super Bowl? Vá para New England

Ele está na NFL desde 2009 e já foi várias vezes ao Super Bowl, mas sempre como convidado.

O cornerback Jason McCourty esteve nas arquibancadas vendo seu irmão gêmeo, Devin, em quatro decisões com a equipe de BOston. Cansado, ele se juntou ao New England Patriots neste ano e... Advinhe? “Estou indo para o Super Bowl e não sou convidado do meu irmão Dev! Tenho meu próprio ingresso!”, comemorou.

O adversário: uma criança

Tom Brady disputará seu nono Super Bowl, uma história de amor que vem desde 2002, quando triunfou pela primeira vez na final da NFL. O adversário desta vez será o mesmo Los Angeles Rams daquela primeira decisão. Só que, desta vez, comandado por um técnico jovem e inovador. Aliás, quando Brady estava levantado seu primeiro troféu Vince Lombardi, Sean McVay estava... jogando no ensino médio.