<
>

NFL: Confira as franquias donas das maiores 'secas' em playoffs

play
NFL: Como Giants, Packers e outros eliminados podem dar a volta por cima? Paulo Antunes explica (6:19)

Franquias tradicionais ficaram de fora dos playoffs, e comentarista analisa situações (6:19)

Falta apenas uma semana para o fim da temporada regular da NFL e a expectativa dos playoffs chega com um sentimento de angustia de algumas franquias. Afinal, tem time que não vence um jogo em janeiro há quase três décadas, e a contagem só aumenta.

No "top 5" de secas a única certeza é de que todo mundo terá que esperar pelo menos mais um ano para "tirar a zica", afinal, todos eles já sabem que neste domingo darão adeus à temporada e já começam a pensar no próximo ano.

Confira quem está nesta “sofrência”:

MIAMI DOLPHINS

Os Dolphins ainda seguem vivos na busca por uma vaga nos playoffs, mas a seca de vitórias na pós-temporada já soma 18 anos.

Desde a vitória sobre os Colts, de Peyton Manning, na prorrogação da rodada de Wild Card da temporada 2000, foram quatro derrotas, incluindo um 27 a 0 para os Raiders no divisional da mesma temporada, duas quedas para os Ravens (2001 e 2008) e a derrota para os Steelers na última classificação, em 2016.


CLEVELAND BROWNS

O Cleveland Browns é o dono da maior seca de classificações para os playoffs (a última ida foi em 2002), mas uma vitória vem de muito antes. Foi em 1º de janeiro de 1995, na rodada de Wild Card de 1994, que os Browns de Bill Belichick bateram os Patriots por 20 a 13.

Nessas 21 temporadas de intervalo foram apenas mais dois jogos, ambos com quedas para o Pittsburgh Steelers: no divisional de 1994 e na rodada de Wild Card de 2002.


BUFFALO BILLS

Os Bills encerraram o que então era o maior jejum de playoffs com a classificação heroica na temporada passada. Mas não foi dessa vez que a vitória veio, e o jejum segue desde os 37 a 22 contra os Dolphins na rodada de Wild Card realizada no dia 30 de dezembro de 1995.

No divisional daquele ano, derrota por 40 a 21 para os Steelers. Em 1996 uma derrota com um field goal no fim do jogo contra os Jaguars, em 1998 derrota para os Dolphins, o “Music City Miracle” contra os Titans em 1999, e mais uma queda para os Jaguars, no último mês de janeiro.


DETROIT LIONS

Os Lions não são donos do maior jejum, mas é a franquia que mais perdeu jogos desde que venceu sua última partida de pós-temporada.

Na pós-temporada de 1991, Detroit descansou na primeira rodada já que terminou a temporada regular com campanha de 12-4 (seu melhor desempenho na “Era Super Bowl”), e derrubou os Cowboys na rodada Divisional, com um sonoro 38 a 6.

O Washington Redskins apareceu no meio do caminho, vencendo por 41 a 10 a final da NFC, para acabar com a graça. Desde então foram oito idas para a pós-temporada, sempre sendo eliminado na rodada de Wild Card.


CINCINNATI BENGALS

Boa parte do elenco atual dos Bengals não devia ser nascido no dia 6 de janeiro de 1991, quando a franquia de Ohio atropelou o Houston Oilers por 41 a 14 na rodada de Wild Card. E lá se vão quase 28 anos, sendo que a espera será de pelo menos mais uma temporada.

A queda naquela temporada aconteceu no jogo contra os Raiders, então em Los Angeles, e então vieram outras sete oportunidades, sempre no Wild Card e com derrotas. Quer ver ficar pior? Entre 2009 e 2015 os Bengals só não foram para os playoffs em uma temporada, mas a sina permaneceu.

A última decepção aconteceu em casa, no Paul Brown Stadium, justamente contra o rival Pittsburgh Steelers, com field goal de Chris Boswell quando faltavam 14 segundos, decretando o placar final de 18 a 16.