<
>

Recordes de Brees, Mahomes, e até no Cleveland Browns: o resumo da Semana 10 da NFL

A Semana 10 da NFL terminou com a vitória do New York Giants sobre o San Francisco 49ers por 27 a 23, no Monday Night Football.

É hora de olhar os números, relembrar (ou ver pela primeira vez) os melhores lances, e repassar o que de melhor e pior aconteceu no final de semana. Brees e Mahomes seguem "voando", os Rams se recuperaram, os Patriots voltaram a acender o sinal de alerta, os Browns bateram alguns recordes, e muito mais.

Confira nosso resumo da décima semana da temporada.

O melhor time da NFL?

Depois de tirar a invencibilidade do Los Angeles Rams, o New Orleans Saints simplesmente massacrou o Cincinnati Bengals. A vitória por 51 a 14 deixa os Saints com uma campanha 5-0 jogando fora de casa, e na última vez que eles fizeram isso, conquistaram o Super Bowl.

O ataque dos Saints pontuou em impressionantes 66% das campanhas que teve na temporada, e Drew Brees deixou para trás, no domingo, ninguém menos que Brett Favre, chegando ao 509º passe para touchdowns na carreira, um a mais do que o ex-camisa 4 dos Packers.

Mas o domingo não foi só de festa. Antes da partida o alarme de incêndio do estádio disparou por 15 minutos e o técnico Sean Payton resolveu o problema de uma forma, digamos, drástica.

O treinador já avisou que vai pagar pelo dano.


Vocês sabem fazer isso? Eu faço melhor

O cambaleante wide receiver Tom Brady é uma boa representação do New England Patriots no último domingo. E o desempenho de Mariota recebendo a bola na reprodução da jogada explica bastante a vitória dos Titans.

A equipe de Foxboro deixou seu torcedor preocupado mais uma vez com uma atuação bem abaixo da crítica e uma derrota que complica os planos de jogar no Gillette Stadium na pós-temporada. Brady foi questionado e afirmou, no dia seguinte, que o baixo rendimento do ataque foi por culpa dele, que não fez as melhores leituras.


Uma boa e uma má notícia, Rams!

Times que perdem a invencibilidade no meio da temporada costumam sofrer um pouco na semana seguinte.

Os Rams sofreram, mas saíram de campo com uma importante vitória sobre o Seattle Seahawks, que mais uma vez acabou "morrendo na praia", parando bem perto da endzone quando tinha a chance de vencer nos últimos segundos.

A má notícia para a equipe de LA - além do fato dos Saints seguir não dando sinais de que vai deixar a liderança da NFC escapar - foi que o recebedor Cooper Kupp, um dos alvos de segurança de Goff, deixou o campo com uma lesão no joelho e está fora do restante da temporada.


Não se esqueça dos Chiefs

A briga pelo prêmio de MVP vai ser muito boa. Afinal, Drew Brees é um monstro, mas Patrick Mahomes segue marcando seu nome na história da NFL naquele que é apenas seu segundo ano e agora, na 10ª partida da temporada, já marcou um novo recorde de passes para TD nos Chiefs, chegando ao 31º e ultrapassando Len Dawson, que teve 30 em 1964, quando a franquia ainda jogava na AFL.

Com 9-1 na temporada é pouco provável que os Chiefs percam a primeira posição da AFC, garantindo a chance de jogar todo o caminho para o SB LIII em sua casa. Será que desta vez, com Mahomes, dá para acabar com o tabu de vitórias em playoffs?

Aliás, Tyreek Hill, gostamos de suas comemorações nas arquibancadas, mas seu lugar, sem dúvida alguma, é dentro de campo.


Baker Mayfield é perigooooso!

Se Baker Mayfield disse que acordou se sentindo "perigoso", quem somos nós para duvidar?

A escolha número 1 do último draft lançou para três touchdowns na vitória dos Browns sobre o Atlanta Falcons. É a primeira vez desde 2015 que a franquia de Cleveland vence três jogos no mesmo ano, e muito se deve ao calouro.

Além de Mayfield, outro novato se destacou. O running back Nick Chubb correu 92 jardas para anotar um de seus dois touchdowns no jogo, o mais longo TD terrestre da temporada e também da história dos Browns.

Para os Falcons, o sonho de jogar o Super Bowl em casa vai ficando cada dia mais longe.


Você não conhecia Matt Barkley?

Com muitos problemas na posição de quarterback durante toda a temporada, os Bills apostaram em Matt Barkley para o duelo da AFC Leste contra os Jets.

Não foi sem motivo que o torcedor de Buffalo esperou pelo pior, já que Barkley, em seis anos de NFL, tinha um histórico de oito passes para touchdown e 18 interceptações. E é por isso que a vitória por 41 a 10 surpreendeu.

Barkley terminou o jogo com dois passes para TD, 232 jardas e nenhuma interceptação, e já encorajou os Bills a dispensarem Nate Peterman.

Peterman, de 24 anos, deve ter problemas para encontrar uma nova casa já que em duas temporadas jogou oito jogos, tentou 130 passes com três touchdowns e 12 interceptações, tendo também mandado nas mãos do rival um dos três passes que tentou na pós-temporada, no confronto com os Jaguars em janeiro.


Ezekiel Elliott passando por cima (literalmente) dos Eagles

Se as coisas estavam problemáticas em Dallas, nada como uma vitória sobre o rival para melhorar o ambiente, correto?

Zeke mostrou como "passar por cima" de toda a confusão e jogar a crise para os Eagles, que entraram no ano como um dos favoritos ao bicampeonato e agora vão ter que remar muito para conseguirem ao menos ir para os playoffs.

O running back dos "100 metros com barreira (viva)" terminou o jogo com 151 jardas corridas, 187 totais, e dois touchdowns. Um alívio para o "Maravilhoso Mundo de Jerry Jones".