<
>

Provocações, lindas jogadas e polêmicas: o resumo da semana 2 da pré-temporada da NFL

A segunda semana da pré-temporada acabou na noite desta segunda-feira, com a vitória do Baltimore Ravens sobre o Indianapolis Colts. É hora então de relembrarmos o que de melhor aconteceu no "aquecimento" para a temporada 2018 da NFL.

Foram duas transmissões dos Canais ESPN, e na semana 3 serão nada menos do que cinco jogos. Então fique ligado na nossa programação e pode preparar a pipoca e o sofá.

Vale lembrar que as equipes têm até o dia 1º de setembro para reduzirem seus elencos para no máximo 53 jogadores.

ZOEIRA SEM LIMITES

O New England Patriots venceu seu segundo jogo na pré-temporada, fazendo 37 a 20 no Philadelphia Eagles.

É claro que um jogo de segunda semana da pré-temporada jamais serviria de revanche para o Super Bowl LII, mas a torcida da Filadélfia fez questão de relembrar a todo momento a conquista do título em fevereiro.

Um outdoor foi colocado nos arredores do Gillette Stadium com a lembrança e, minutos antes da bola voar em Foxboro, um avião sobrevoou o estádio com um letreiro com o placar do jogo. Nas redes sociais, os jogadores também aproveitaram, como o jogador de linha ofensiva Stefen Wisniewski, que destacou o "vazio" deixado em New England.


JUJU ZUEIRO

Ninguém duvida que o receiver JuJu Smith-Schuster, do Pittsburgh Steelers, faz bem para a liga. Irreverente, ele sempre dá boas declarações e foi um dos destaques da última temporada tanto marcando touchdowns quanto nas comemorações deles, aproveitando muito bem a liberação da liga com a "zoeira".

Na derrota por 51 a 34 para o Green Bay Packers, o camisa 19 fez uma boa recepção dentro da endzone e saiu para comemorar fazendo o Lambeau Leap, o tradicional salto que os jogadores dos Packers fazem para sua torcida. JuJu caiu no colo de uma torcedora dos Steelers, mas recebeu parabéns dos torcedores rivais também.


OS QUARTERBACKS

Com essa belíssima jogada de Patrick Mahomes, do Kansas City Chiefs, que fez a bola voar por 69 jardas, vamos falar dos quarterbacks nesta semana. Começando então por quem está em alta: Teddy Bridgewater.

Pode parecer uma surpresa para muita gente, mas o New York Jets tem DOIS quarterbacks em alta. Sam Darnold, recrutado no último draft, jogou pouco e teve uma interceptação, mas já deu mostras de que é sim o futuro da franquia. Enquanto isso, o ex-Minnesota Vikings também está aproveitando sua oportunidade e a equipe de Nova York já se mostra disponível para trocas, podendo capitalizar com a aposta que fez com o jogador que voltava de um longo período de recuperação. Há interessados!

Agora, quando o assunto é ir mal, ninguém parece pior que Paxton Lynch. Escolha dos Broncos na primeira rodada de 2016, o quarterback já perdeu o posto de reserva imediato de Case Keenum para Chad Kelly - o "Mr.Irrelevant" de 2017. No jogo contra o Chicago Bears, ele foi vaiado pela própria torcida, e completou apenas cinco dos 11 passes tentados, somando 39 jardas.


DEFESAS TAMBÉM BRILHAM

Não é só de ataque que a NFL vive, então separamos também algumas belas jogadas defensivas. Acima o calouro Bradley Chubb, quinta escolha do draft, mostrou o motivo de Von Miller ter comemorado tanto sua chegada. Está certo que Mitchell Trubisky deu uma colaborada, mas o novato do Denver Broncos não deu a menor chance de recuperação.

Abaixo, um jogada espetacular. É difícil acreditar - e descrever - a interceptação de Emmanuel Mosey após o desvio de Tarvarius Moore na derrota do San Francisco 49ers contra o Houston Texans. É melhor você mesmo conferir.


FALTAS: A POLÊMICA DA VEZ

Com um novo texto para a interpretação da recepção, é possível que este debate perca espaço na liga. Porém, surpreendendo um total de ZERO pessoas, nova regra do tackle ganha destaque.

É óbvia a preocupação da liga com a segurança dos atletas - ainda mais depois da perda de milhões em processos movidos por ex-atletas -, mas não são apenas os torcedores que estão com dificuldades para entenderem o que é permitido agora. Jornalistas e até jogadores não estão gostando nada do que está acontecendo.

Field Yates se assustou com a marcação de falta no sack do jogador do Minnesota Vikings, e recebeu apoio de Chris Long, dos Eagles. Quem também foi às redes sociais foi Richard Sherman, que recentemente trocou o Seattle Seahawks pelo San Francisco 49ers, dizendo que não há como dar um tackle sem começar o movimento abaixando a cabeça, afirmando que até os jogadores de rúgbi fazem assim, e que o esporte vai virar "flag" logo mais.