<
>

NFL: Melhor defensor de 2017 não aparece em primeiro dia de treinos do Los Angeles Rams

No primeiro dia de treinamentos do Los Angeles Rams, uma história se repetiu: Aaron Donald não se reapresentou. Pelo segundo ano seguido, o defensor optou pelo "holdout" para tentar conseguir um novo contrato com seu time.

A informação da ausência do jogador que levou o prêmio de melhor defensor na última temporada da NFL não se reapresentou foi confirmada por uma fonte dentro da franquia ao repórter Ian Rapoport, da NFL Network.

Donald foi a 13° escolha no draft de 2014 e entra em seu último ano de contrato de calouro com rendimentos de apenas US$ 7 milhões (R$ 25,99 milhões), muito pouco para um jogador que teve 11 sacks em 14 jogos no último ano.

Recentemente os Rams renovaram os contratos de Brandin Cooks, que ainda sequer jogou pela franquia e já assinou por cinco anos com US$ 81 milhões (R$ 300,77 milhões), e Todd Gurley, com uma extensão de quatro anos e US$ 60 milhões (R$ 222,79 milhões).

Após o anúncio do acerto com Gurley, o diretor geral Les Snead afirmou que as conversas com Donald viriam em seguida, mas parece que não houve evolução em direção a um acordo. Em 2017, Aaron Donald só se reapresentou aos Rams um dia antes da estreia da franquia na temporada.