<
>

Seattle Seahawks adia teste com Kaepernick após negativa em pedido por fim de protestos

Colin Kaepernick durante protesto no hino nacional norte-americano Michael Zagaris/San Francisco 49ers/Getty Images

Não será agora que Colin Kaepernick conseguirá voltar a atuar na NFL. De acordo com Adam Schefter, o quarterback, ex-49ers, teve adiada uma visita ao Seattle Seahawks após não ele responder negativamente ao pedido de parar com os protestos durante o hino nacional.

A visita estava marcada para esta semana, e os Seahawks ainda consideram fazer testes com o jogador, mas nenhuma decisão foi tomada sobre o tema.

Segundo Schefter, uma fonte garantiu Kaepernick foi procurado há duas semanas, mas depois da viagem estar planejada, tudo foi cancelado após uma tentativa de última hora dos Seahawks de terem feito considerações sobre os protestos do jogador.

A franquia queria uma confirmação de que Kaepernick não se ajoelharia mais durante o hino norte-americano, mas ele não quis dar nenhuma garantia sobre o assunto.

Kaepernick não seria o único com dificuldades para conseguir emprego pelos protestos. Eric Reid, antigo companheiro de 49ers, visitou o Cincinnati Bengals nos últimos dias e foi questionado pelo proprietário da franquia se pretendia seguir ajoelhando-se.

Depois de deixar San Francisco, em 2016, Colin Kaepernick não conseguiu sequer fazer testes em outra franquia, apesar de ter levado sua equipe para a disputa do Super Bowl em 2012 e ficado perto de repetir o feito no ano seguinte, perdendo a final da NFC para os Seahawks.

O ex-49ers processa a liga atualmente, alegando que existe um acordo para que ele não consiga um trabalho. Os protestos começaram em 2016, contra a violência policial contra minorias nos Estados Unidos.