<
>

Como chegam e pelo que torcem: o Guia do Divisional da NFL

Quatro equipes já deram adeus ao playoffs e agora restam oito times sonhando com uma vaga no Super Bowl LII, que acontece no dia 4 de fevereiro.

A rodada Divisional, que também podemos chamar de semifinais de conferências, coloca em campo aqueles que sobreviveram ao Wild Card contra os donos das melhores campanhas da temporada regular, que descansaram no último final de semana.

Todos os jogos terão transmissão da ESPN e do WatchESPN, mas como chegam as equipes? E será que elas têm adversários preferidos para uma possível final de conferência? Confira e vote no seu favorito para cada partida.

OS CONFRONTOS

EAGLES X FALCONS

Sábado, 19h35 (de Brasília), no Lincoln Financial Field

PHILADELPHIA EAGLES

Como chega: É difícil se lembrar quando foi que um time terminou a temporada regular com a melhor campanha mas não foi favorito nas apostas de Las Vegas no Divisional. Sem Wentz, Nick Foles sabe que todos os olhos estarão voltados para ele, e uma derrota o marcará para sempre com a torcida, que vai imaginar “como seria diferente com Carson”.

Pelo que torce:Na NFC o equilíbrio é bem grande, então não há muito para quem torcer. Mesmo que a confiança em Foles cresça depois do sábado, do outro lado estarão duas ótimas defesas. Assim será melhor torcer pelos Vikings, já que encarar Case Keenum é melhor que Drew Brees.

ATLANTA FALCONS

Como chega:”Pior” entre os times da conferência nos playoffs, os Falcons conseguiram parar o poderoso ataque do Los Angeles Rams e agora chegam até com certo favoritismo para voltarem para a final da NFC. Depois de segurar o melhor setor ofensivo da temporada, Foles não parece grande desafio.

Pelo que torce:Sem nenhuma chance de jogar em casa, os Falcons terão que escolher entre ir para Minnesota ou New Orleans. Por mais tentador que seja fazer uma prévia na casa do Super Bowl LII, jogar no Superdome é mais familiar aos Falcons. Contra os Saints ainda entra a história de que “clássico é clássico”.

PATRIOTS X TITANS

Sábado, 23h15 (de Brasília), no Gillette Stadium

NEW ENGLAND PATRIOTS

Como chegam:Jogando em casa nos playoffs os Patriots de Bill Belichick e Tom Brady acumulam 11 vitórias e duas derrotas. Na busca pela sétima final seguida da AFC a equipe é favorita no duelo contra os Titans, mas teve uma semana conturbada, tendo que explicar uma suposta crise de relacionamento entre o treinador, o quarterback e o dono do time, Robert Kraft. Um combustível a mais?

Pelo que torce: Nos duelos da AFC existem dois claros favoritos. Então, depois de fazer seu papel, não há mistério: os Patriots terão que torcer para os Jaguars. Por mais que a defesa de Jacksonville claramente seja um pesadelo para Tom Brady, um ataque comandado por Blake Bortles será muito melhor de enfrentar os “Bs” de Pittsburgh.

TENNESSEE TITANS

Como chegam:Como não chegar motivado após uma virada como a conquistada contra os Chiefs? Por mais que não tenha sido uma apresentação de encher os olhos – como em toda a temporada – o resultado veio e agora Tennessee chega sem muita responsabilidade, como franco-atirador. A contusão de DeMarco Murray acaba sendo uma boa notícia, pois Derrick Henry ganha mais tempo em campo, e tem correspondido.

Pelo que torce: Apesar do título da AFC Sul ter ficado nas mãos dos Jaguars, os Titans venceram os dois confrontos. Sendo a defesa do jogo corrido a principal fraqueza de Jacksonville, não há motivos para torcer para os Steelers, que venceram Tennessee por 40 a 17 na temporada regular.

STEELERS X JAGUARS

Domingo, 16h05 (de Brasília), no Heinz Field

PITTSBURGH STEELERS

Como chegam:A folga na primeira semana dos playoffs foi providencial. Agora, Antonio Brown está completamente recuperado da lesão que sofreu no duelo contra os Patriots. Com as principais peças do ataque em plenas condições, é deles o favoritismo, apesar dos Jaguars já terem vencido em Pittsburgh na temporada regular.

Pelo que torce: Com um retrospecto de cinco derrotas e nenhuma vitória contra os Patriots de Tom Brady em Foxboro, não é muito necessário explicar por que os Steelers irão torcer pelos Titans no sábado.

JACKSONVILLE JAGUARS

Como chegam: Definitivamente não foi bonito ver o ataque dos Jaguars em campo na vitória sobre os Bills. Mas vitórias são vitórias, mesmo com o mais baixo placar da história do Wild Card. Na vitória sobre Pittsburgh por 30 a 9 na semana 5, Bortles também lançou menos do que 100 jardas, mas a defesa resolveu a parada proporcionando a pior partida da carreira de Big Ben. Dá para repetir?

Pelo que torce:Mais uma vez, não há mistério. Ninguém quer enfrentar os Patriots em Foxboro, ainda mais quando a outra opção é encarar os Titans jogando em seus domínios.

VIKINGS X SAINTS

Domingo, 19h40 (de Brasília), no U.S. Bank Stadium

MINNESOTA VIKINGS

Como chega: Se o número 1 da divisão perdeu seu quarterback, os Vikings assumiram todo o favoritismo. E o que dizer da motivação em poder ser o primeiro time da história a jogar o Super Bowl em seu estádio? Para o confronto contra os Saints, pouca coisa da vitória da primeira semana poderá ser utilizada, já que ambas as equipes mudaram muito no decorrer da temporada.

Pelo que torce: Para os Vikings o grande duelo parece mesmo ser o jogo deste final de semana. Para uma final da NFC, uma partida na Filadélfia não assusta, enquanto mais um jogo em casa contra os Falcons pode ter um desafio técnico até maior, mas deixaria a equipe ao lado da torcida por todo o caminho até o SB LII.

NEW ORLEANS SAINTS

Como chega: Todos esperavam um grande jogo contra os Panthers, e ninguém se decepcionou. Apesar do drama no final – dá para questionar a tentativa de quarta descida longa que resultou na boa posição de campo para os Panthers – os Saints fizeram um grande jogo e mostraram que podem encarar qualquer um, mesmo que fora de casa.

Pelo que torce: Apesar de não serem tão favoritos quanto os Vikings, os Saints têm pontos positivos para qualquer confronto que venham a ter em uma final da NFC. Jogar em casa contra os Falcons é tentador, mas se preferirem evitar o clássico, encarar os Eagles na Filadélfia não é um pesadelo.