<
>

O dia em que Magic Johnson substituiu Kareem Abdul-Jabbar e carregou o Los Angeles Lakers ao título da NBA

Imagine: Finais da NBA. Jogo 6. O Los Angeles Lakers lidera a série contra o Philadelphia 76ers por 3 a 2 e precisa de mais uma vitória para conquistar o 7º título de sua história.

Mas antes da sexta partida, fora de casa, os Lakers perdem ninguém menos que Kareem Abdul-Jabbar, MVP da temporada regular de 1979-80.

A solução? Colocar Magic Johnson, um armador calouro de 20 anos, para jogar na posição de pivô e substituir Kareem. Antes de embarcar para a Filadélfia, o garoto piscou um olho para o técnico Paul Westhead e disse para os outros membros dos Lakers: 'Nunca tenham medo, E.J. está aqui'.

E o que Earvin 'Magic' Johnson fez naquele 16 de maio de 1980 segue sendo, até hoje, uma das maiores atuações da história da liga.

Magic repetiu o famoso gancho de Abdul-Jabbar, enterrou sobre marcadores, comandou contra-ataques, acertou os 14 lances livres que tentou e, de quebra, fez nove pontos nos cinco minutos finais para transformar uma liderança de dois em uma vantagem confortável para os Lakers.

Foram 42 pontos, 15 rebotes e sete assistências em 47 minutos de quadra - ou seja, Magic descansou por apenas 60 segundos em todo o jogo.

Isso tudo, claro, contra uma equipe dos Sixers que contava com lendas como Julius Erving, Maurice Cheeks e Darryl Dawkins.

A vitória por 123 a 107 garantiu o título e o prêmio de MVP das Finais para Magic, que segue sendo o único calouro da história a ser eleito o melhor da série decisiva da NBA.

Nada como um pouco de mágica na partida mais importante do ano, não?