<
>

Power Ranking da NBA: Warriors 'imbatíveis' com Cousins, Antetokounmpo e Harden liderando Bucks e Rockets

Mais da metade da temporada da NBA já se passou, e os últimos dias viraram a Liga de cabeça para baixo.

Primeiro com o retorno de DeMarcus Cousins à quadra. As atuações e recordes de James Harden no Houston Rockets. A lesão de Victor Oladipo... parece muito, mas não parou por aí.

A principal notícia em 2019 tem nome e sobrenome: Anthony Davis. Astro do New Orleans Pelicans que quer ser trocado pelo time.

Para entender como está a liga, montamos a nova versão do Power Ranking de 2018-19.

1. Golden State Warriors
Ranking anterior: 2º

A temporada regular deve ser algo entediante para o Golden State Warriors. Mesmo assim, quando o time quer, passa por cima de qualquer um, inclusive do então líder Nuggets como aconteceu na última semana. A volta de DeMarcus Cousins só tem a acrescentar ao já estrelado elenco, que venceu seus últimos onze jogos.


2. Toronto Raptors
Ranking anterior: 1º

Os Raptors sofreram contra os Mavericks no domingo e voltam para casa, nesta quinta-feira, depois de uma sequência complicada de três jogos fora de de casa. Com Kawhi Leonard retornando após quatro jogos ausente, os fãs dos Raptors já podem se animar novamente: o ala teve médias de 32.5 pontos, 8.5 rebotes e quatro assistências desde que voltou.


3. Milwaukee Bucks
Ranking anterior: 3º

Melhor time da Divisão Central, os Bucks contam um dos candidatos a MVP, Antetokounmpo, voando. Budenholzer é um dos nomes para ser melhor técnico da temporada. Ter vantagem no mando de quadra é essencial para Milwaukee ter sucesso nos playoffs.


4. Denver Nuggets
Ranking anterior: 10º

Após um impressionante começo de temporada, os Nuggets definitivamente se estabeleceram como uma força dominante. Seguem entre os melhores, disputando a liderança do Oeste, mesmo com o elenco reduzido por lesões. Isaiah Thomas e Michael Porter Jr sequer jogaram na temporada. Paul Millsap, Gary Harris e Will Barton perderam boa parte dos jogos do time. Entretanto, Nikola Jokic tem temporada de MVP, Jamal Murray segue evoluindo como pontuador e jogadores inesperados, como Monte Morris e Juan Hernangómez cada vez ajudam mais.


5. Philadelphia 76ers
Ranking anterior: 4º

Os Sixers escaparam de uma notícia ruim: a lesão no punho direito de Jimmy Butler não deve deixá-lo de fora por muito tempo. O entrosamento de Joel Embiid e Ben Simmons com Butler ainda está em fase de ajustes, e a equipe segue brigando pelo mando de quadra nos playoffs com Celtics e Pacers - que perderam Oladipo.


6. Oklahoma City Thunder
Ranking anterior: 7º

O Thunder se consolidou. Ótima defesa, bom ataque. Paul George cada vez mais perto de ser o jogador que todos sonhavam com, Steven Adams se transformando em uma máquina de double-doubles e Russell Westbrook, apesar de não muito efetivo, segue acumulando triplos-duplos. Quietos, estão entre os melhores times desde que se recuperaram do fraco começo de temporada.


7. Houston Rockets
Ranking anterior: 13º

Um time de um homem só. Os Rockets, melhor time da última temporada, já são muito acima do que estavam no início da campanha. Isso, porém, se deve exclusivamente a James Harden. O armador acumula uma sequência absurda de jogos com mais de 30 pontos e tem tido atuações assombrosas ofensivamente - mas, ainda assim, Houston tem seus problemas para seguir vencendo. Ou seja: a não ser que ele tenha uma atuação surreal, os Rockets não conseguem competir com seus principais concorrentes. A sorte dos torcedores é que essa dependência deve diminuir um pouco agora que Chris Paul finalmente voltou às quadras.


8. Boston Celtics
Ranking anterior: 9º

Kyrie Irving está em grande frase, principalmente no ataque. O armador ganhou ainda mais espaço e está com médias de 31 pontos e 11 assistências em seus últimos cinco jogos - com quatro duplo-duplos. Os Celtics venceram quatro dessas partidas, e a única derrota foi para o Golden State Warriors em uma grande partida.


9. Portland Trail Blazers
Ranking anterior: 5º

Os Blazers seguem como nas últimas temporadas. Ninguém fala sobre eles, Damian Lillard e CJ McCollum acumulam atuações absurdas como se fosse normal, e o time segue brigando pelas melhores posições do Oeste - firmes como candidatos por mando de quadra na primeira rodada dos playoffs. Somados, os dois armadores da equipe têm 47 pontos de média.


10. Utah Jazz
Ranking anterior: 18º

Após um fraco começo de temporada, quando todos esperavam ver uma evolução do time que foi às semifinais de conferência na última temporada, o Jazz parece começar a repetir sua história. Aos poucos, melhoraram (e seguem melhorando) - Donovan Mitchell cada vez mais parece com o calouro que encantou a NBA, Rudy Gobert segue dominando o garrafão e, acima de tudo, o time voltou a parecer um time: coletivo, coeso e sólido. Já estão na zona de playoffs, e assim devem seguir.


11. San Antonio Spurs
Ranking anterior: 16º

Os Spurs são exatamente o contrário dos Rockets. Apesar de estrelas como LaMarcus Aldridge e DeMar DeRozan, San Antonio não é mais o time que dominou a NBA por muitos anos. Porém, ainda é um time, que joga de forma coletiva e sem vaidades. O responsável por isso é Gregg Popovich, um dos maiores técnicos da história, capaz de conduzir a equipe aos playoffs por mais de 20 anos consecutivos. Caso algo de anormal não aconteça, esse deve ser o destino do time de San Antonio mais uma vez.


12. Indiana Pacers
Ranking anterior: 12º

Sem Oladipo, as expectativas dos Pacers caem muito. A equipe tem menos de 40% de vitórias sem o ala-armador nas últimas duas temporadas. Myles Turner se tornou uma âncora defensiva no garrafão. Além disso, Indiana tem um dos melhores bancos da Liga, com Evans, Sabonis e Joseph.


13. Brooklyn Nets
Ranking anterior: 25º

Os Nets têm mais um problema em mãos: Spencer Dinwiddie irá operar o dedo polegar da mão direita. Mesmo assim, o time venceu seis jogos seguidos. Só que a dificuldade irá aumentar, com jogos fora de casa contra Boston e San Antonio. A esperança do time é que Caris LeVert volte de sua assustadora lesão ainda em fevereiro para seguir brigando por uma vaga na pós-temporada.


14. LA Clippers
Ranking anterior: 6º

Os Clippers seguem competindo forte no difícil Oeste. A equipe continua na zona de classificação para os playoffs e tem se mantido estável. Até o fim da janela de trocas é possível que eles se reforcem ainda mais em busca de um sprint final pela pós-temporada.


15. Sacramento Kings
Ranking anterior: 19º

Nem todos esperavam, mas os Kings ainda estão brigando por uma vaga nos playoffs. Buddy Hield e De'Aaron Fox têm conduzido o time, que chegou a oscilar, mas começou 2019 bem e busca manter o embalo e ir à pós-temporada pela 1ª vez desde 2006.


16. Miami Heat
Ranking anterior: 23º

Superando as lesões de Goran Dragic e Dion Waiters (que voltou há pouco), a temporada do Heat, que tinha tudo para ser apenas uma despedida de Dwyane Wade, vem surpreendendo até aqui. O time muito bem treinado por Erik Spoelstra vai 'beliscando' os playoffs, e os jogadores que vêm do banco estão dando conta do recado. No meio de temporada, o Miami ainda vai precisar de 'fôlego' para buscar a pós-temporada.


17. Los Angeles Lakers
Ranking anterior: 11º

Volta, LeBron! Desde que o astro se machucou no Natal, os Lakers têm sofrido. Lonzo Ball, Kyle Kuzma e Brandon Ingram até melhoram seus números, mas não conseguem traduzir isso em triunfos. A sorte é que LeBron está perto de voltar - e que Anthony Davis parece querer jogar ao lado dele.


18. Minnesota Timberwolves
Ranking anterior: 17º

Após a saída de Jimmy Butler, Karl-Anthony Towns voltou a apresentar o basquete que encheu os olhos da NBA em seu início na liga. Dominante, pontua e pega rebotes com muita facilidade. Entretanto, o time segue uma confusão. Fora da zona de playoffs, demitiram o treinador Tom Thibodeau e seguem esperando mais de Andrew Wiggins, que entregou apenas lapsos do que pode ser. Derrick Rose (quando joga) segue sendo um dos principais concorrentes ao prêmio de sexto homem da temporada.


19. Charlotte Hornets
Ranking anterior: 21º

'Carregados' por Kemba Walker, os Hornets sonham com uma classificação para os playoffs, que parece bem palpável neste momento da temporada. A lesão de Cody Zeller deu minutos a alguns jovens, mas as peças coadjuvantes precisam aparecer logo para que o time de Charlotte consiga, de fato, a classificação para a próxima pós-temporada.


20. Detroit Pistons
Ranking anterior: 15º

Blake Griffin. O ex-jogador dos Clippers é o grande nome de um inconsistente Pistons. Apesar de estar próximo da zona de playoffs, nunca se sabe quando esse time pode deslanchar. Stanley Johnson e Luke Kennard dificilmente mantêm uma regularidade. Vai brigar até o final pelo 8º lugar no Leste.


21. New Orleans Pelicans
Ranking anterior: 14º

Uma das grandes surpresas da última temporada, capaz de atropelar os Blazers por 4 a 0 nos playoffs e cair apenas para os Warriors, os Pelicans são, assim como os Rockets, muito dependentes de apenas um jogador. Anthony Davis acumula até aqui números absurdos, dignos de um MVP, mas diferentemente do ano passado, não tem mais a companhia de Cousins. E, para piorar, ele não quer mais jogar em New Orleans...


22. Dallas Mavericks
Ranking anterior: 22º

A palavra nos Mavericks é reconstrução. E a atual temporada não poderia ter dado uma melhor notícia para o campeão de 2011: Luka Doncic. Ainda em seu primeiro ano de NBA, o esloveno já parece um veterano e pode estar no All-Star Game logo em sua temporada de estreia. Apesar da qualidade do armador, isso ainda é pouco para um time bastante envelhecido e que carece de talento. Porém, com algumas boas negociações e novas boas escolhas de draft, é possível que o Dallas volte a ser protagonista da NBA em breve.


23. Orlando Magic
Ranking anterior: 20º

Mais uma temporada de decepções do Orlando Magic. Com um garrafão talentoso com Aaron Gordon e Nikola Vucevic, e o novato Mo Bamba, o Magic ainda sofre com a organização de jogo, e parece que vai, jogo a jogo, abrindo mão da briga pela pós-temporada.


24. Washington Wizards
Ranking anterior: 24º

A troca de Kelly Oubre e as lesões de John Wall e Dwight Howard abalaram os Wizards. Com um início de temporada vexatório, Washington começou a engrenar, e até vem surpreendendo em alguns jogos. A experiência de Trevor Ariza e Jeff Green faz a diferença em quadra, e o talento de Bradley Beal tem feito a diferença. No entanto, os playoffs são um sonho distante.


25. Memphis Grizzlies
Ranking anterior: 8º

Ainda no início da campanha, os Grizzlies surpreenderam a todos e assumiram a liderança da concorrida Conferência Oeste. O "conto de fadas", porém, durou pouco e hoje em dia o time que há quase 10 anos depende dos mesmo jogadores (Mike Conley e Mark Gasol) já é um praticamente um dos "sacos de pancada" da NBA. Com menos da metade da temporada a ser disputada, a melhor coisa que pode acontecer à franquia é perder o máximo de jogos possível para conseguir uma boa posição no draft e tentar reconstruir a equipe.


26. Atlanta Hawks
Ranking anterior: 29º

Já quase 'no fundo do poço', o Atlanta Hawks, apesar dos números, vem fazendo uma campanha surpreendentemente agradável. Sem estrelas, o time foi 'entregue' aos jovens Trae Young, Kevin Huerter e John Collins, que vêm aproveitando a temporada sem muita cobrança, e a experiência de Vince Carter, para se desenvolverem e crescerem dentro da liga. Os playoffs não vêm este ano, mas as 'joias' vão sendo lapidadas.


27. Phoenix Suns
Ranking anterior: 26º

Os Suns já aguardam ansiosamente o mês de junho para tentar novamente uma escolha alta no Draft e assim juntar mais uma futura estrela com DeAndre Ayton e Devin Booker - que com 24.6 pontos, 6.7 assistências e 3.6 rebotes, pode finalmente aparecer no All-Star Game da NBA.


29. Chicago Bulls
Ranking anterior: 27º

Os Bulls seguem a mesma linha dos Cavs. Apesar de ter mais talento, derrotas são mais importantes no momento. LaVine tem tido um bom ano ofensivamente e Markkanen está voltando aos poucos. Wendell Carter Jr. está fora da temporada e teve bons flashes no ano de calouro. O projeto de Chicago se chama Zion Williamson.


28. New York Knicks
Ranking anterior: 26º

Os Knicks resolveram apostar totalmente nos jovens, e o veterano Enes Kanter já perdeu espaço na rotação. No lugar dele, o calouro Mitchell Robinson ganhou espaço - assim como o segundo-anista Luke Kornet. O resultado: dez derrotas seguidas e uma vitória nos último 19 jogos.


30. Cleveland Cavaliers
Ranking anterior: 30º

A única expectativa dos Cavaliers é continuar perdendo. Sem Kevin Love, ainda lesionado, a equipe tem a pior campanha da NBA na temporada. Sexton tem tido bons minutos de quadra, mas ainda não pode ser considerado um sólido jogador para o futuro. Mais uma franquia no projeto Zion Williamson.