<
>

Rebeldia, carisma, ativismo; como Embiid assinou contrato para ser o pivô mais bem pago da história da NBA

Joel Embiid pendurado no aro Getty Images

O pivô do Philadelphia 76ers, Joel Embiid, assinou um contrato de cinco anos com a Under Armour que o fará o jogador mais bem pago na sua posição na história.

No entanto a razão pela qual Embiid assinou vai além dos tênis e do dinheiro.

Como parte do negócio, não se terá apenas marca de tênis ou acessórios, mas também iniciativas de caridade na Philadelphia e no Camarões. No começo, eventos de cunho social e séries de camps de basquete na sua cidade e país natal são as prioridades para o jogador. Há alguns anos, foi num camp do também camaronês Luc Mbah a Moute que fez com que Embiid visse a NBA como uma realidade.

“Quando eu sentei com a Under Armour, uma das coisas que nós falamos foi sobre como isso poderia ser mais do que apenas tênis, maior do que apenas basquete”, comentou Embiid. “Eu quero ajudar a mudar a vidas pessoas assim como Luc fez comigo”.

Embiid tem os direitos da marca ‘The Process”, e começou revelando uma série de camisetas colaborativas com a Under Armour e moletons em um evento nesta quarta-feira (10) para crianças na Philadelphia.

Depois de Embiid ser um dos principais free agents para as marcas neste ano, Kris Stone, diretor de marketing esportivo global para o basquete da empresa, organizou um encontro no final de agosto com o jogador em Baltimore, logo que o camaronês retornou do NBA Africa Game.

Vários pequenos gestos foram importantes para que Embiid visse o nível de seriedade e se comprometesse com a Under Armour. Para Stone, que quase fechou com Stephen Curry em 2013, o apelo ao redor de Embiid foi imediato.

“Quando eu iniciei meu trabalho na Under Armour há dez anos, havia esse espírito agressivo, que atraía muita gente para ela. Eu sinto que Embiid representa esse espírito”, disse Stone. “Ele não tem medo de prever a vitória ou dizer que terá um grande jogo antes de certo confronto. Ele enfrenta. Eu amo esse tipo de atitude e energia’.

Durante a apresentação no escritório da empresa, o fundador da companhia, Kevin Plank, mostro a história da marca Under Armour a Joel Embiid, com as novas tecnologias e planos futuros.

Com Philly a somente duas horas de carro da Under Armour, a companhia planeja enviar especialistas da empresa para se encontrar com Embiid para avaliações e também novos tênis, visando a preferência do jogador em fit, suporte e modelo. Embiid também ficou impressionado com o compromisso da Under Armour em patrociná-lo, que será focada em permitir o jogador a usar suas redes sociais sem limitações, conforme Stone.

“Joel é jovem e muito provocativo”, disse Stone. “Ele tem esse espírito de rebelde, carismático. É como Ali, em termos de bravura e confiança”.

Stephen Curry enviou uma mensagem de boas-vindas a Embiid, o encorajando a se juntar a marca e ajudar a crescer a companhia juntos. De muitas maneiras, a marca sente que a estrela dos Sixers serve como um grande complemento para o armador dos Warriors, mesmo que os dois representem opiniões e estilos diferentes e tenham preferências distintas de tênis.

Depois disso, Tom Brady, o quarterback do New England Patriots, a quem Embiid se refere como “GOAT”, enviou uma mensagem falando sobre a sua excitação de ver o camaronês se juntar à empresa. Embiid já comentou que considera Brady o seu jogador favorito no futebol americano.

Enquanto os pivôs historicamente tiveram problemas para venderem tênis pelas companhias – um estigma que dura quase 30 anos desde que Patrick Ewing, Shaquille O’Neal e Dikembe Mutombo entraram na NBA, a Under Armour acredita que Embiid poderá ser uma exceção na lista, com seu nível de jogo já próximo de um MVP da Liga ampliando sua dominância nas redes sociais.

"Quero dizer, veja ... Vou garantir que eles desenhem sapatos tão bonitos quanto eu. Não se preocupe com isso. Vamos cuidar disso." Joel Embiid

"Há um estereótipo sobre pivôs não conseguirem vender tênis. Quando olho para mim mesmo, não me considero um pivô - sou um armador", disse Embiid com um sorriso no rosto. "Eu posso fazer de tudo na quadra de basquete. Você pode numerar - passar, postar, arremessar a bola, levar a bola para cima, ser um craque - então estou animado para quebrar esse estereótipo."

"Nós não vemos Joel como um pivô", disse Stone. "Nós não vamos colocá-lo em qualquer tipo de caixa. Ele é um grande jogador que tem todos os tipos de habilidades incríveis e uma personalidade maior que a vida."

"Ele é o pivô titular num time de All-Star e craque e líder de uma grande equipe que estará na disputa por muitos anos", disse Stone. "Além disso, ele é hilário nas redes sociais, e alguns dos dados que temos visto mostram que seus fãs se conectam com ele tanto quanto qualquer outra pessoa na liga."

O Embiid possui uma taxa de engajamento e interação no Instagram que é três a quatro vezes maior do que jogadores mais renomados como LeBron James, Russell Westbrook e James Harden, que já têm suas próprias linhas de tênis. Enquanto o negócio atual de calçados comece com edições exclusivas de modelos como o HOVR Havoc, Embiid espera um dia ver um "Process 1", potencialmente apelidado, ganhar vida.

Até lá, seu entusiasmo atual em se juntar à marca é mais centrado em torno do roteiro para acampamentos, clínicas e retornos que os dois lados estão trabalhando no futuro próximo.

"O basquete me deu tudo, mas tem que ser maior que o basquete... não se trata de um negócio de sapatos", disse Embiid. "Quero dizer, ouça... Vou me certificar de que eles desenhem sapatos tão bonitos quanto eu. Não se preocupe com isso. Nós vamos cuidar disso."