<
>

O pivô que nunca escondeu que não gosta de LeBron explica o motivo da implicância

play
LeBron James arrasta multidão na China e dá enterradas para os fãs; assista (1:06)

Jogador dos Lakers fez a alegria dos chineses (1:06)

Enes Kanter, pivô de origem turca do New York Knicks, nunca gostou de LeBron James. No ano passado, os dois chegaram a trocar empurrões em uma partida no Madison Square Garden, casa do Knicks, em Nova York.

O motivo desse desentendimento em específico tem a ver com um colega de time seu. Mas a história não começou assim.

"Com LeBron, foi estranho. Eu ainda jogava em Okhlahoma quando vi os melhores momentos de um jogo em que o Cavs estavam atropelando o Knicks no Garden. E eles começaram a brincar do "jogo da garrafa" (jogar a garrafa para cima, para fazê-la aterrissar em pé). E, na hora, eu pensei: isso é muita falta de respeito, isso é muito errado", disse ele.

Esse jogo, especificamente, aconteceu em dezembro de 2016. Os Knicks perdiam por 31 pontos quando a brincadeira aconteceu.

"E aí, no meu primeiro jogo pelo Knicks (no ano passado), ele disse que devíamos ter draftado o Dennis Smith Jr. E não fui só eu, a maioria dos caras do time acharam que foi falta de respeito com o Frank [Ntilikina] e nós nos sentamos com o Frank, falamos com ele e dissemos "Ei, cara, você tem que se defender", conta ele, falando sobre o acompanheiro que havia sido draftado.

"No jogo, ele e Frank começaram a se empurrar e eu pensei, 'Esse é um garoto de 19 anos contra um cara de 120 quilos. Isso não é justo'. Então, eu entro no meio e ficamos cara a cara, nos provocando um pouco. Depois do jogo, eu o chamei de "rainha" ou "princesa", algo assim", relembrou-se Kanter.

Eu faria qualquer coisa para tentar tirar a concentração dele. As pessoas perguntam se funciona. Não, não funciona, mas eu sigo tentando", diverte-se ele.

Kanter também não gosta dos tênis de LeBron James que trazem as incrições "I'm King" (eu sou rei).

"Esse tênis, realmente, me irrita", disse o jogador.