<
>

McCollum detona atitude de jogadores por 'supertime' dos Warriors: 'Repugnante'

play
NBA: Armador dos Hornets, Kemba Walker perde jogo para garoto e é devidamente zoado (0:12)

Jogador errou arremesso, perdeu partida e deixou o jovem - no mínimo - empolgado (0:12)

O Golden State Warriors voltou a ser alvo de críticas em função da formação de seus “supertimes”.

Desta vez, foi C.J. McCollum quem se mostrou inconformado com a atitude de alguns companheiros de profissão, sobretudo Kevin Durant e DeMarcus Cousins, que se juntaram à já campeã equipe para aumentarem as chances de conquistar o primeiro título de suas carreiras na NBA.

Em entrevista ao China Central Television, o ala do Portland Trail Blazers tratou a atitude destes atletas como “repugnante”.

“Eu nunca faria nada dessa natureza. Acho que é repugnante. Não sou como esses caras. Fui criado com um pensamento diferente. E não acho que esse seja o futuro da NBA também. Alguns jogadores tomarão esse rumo, mas a maioria dos atletas são orgulhosos demais para fazerem algo assim, querem vencer por si só em seus times”, disparou.

A “Era Warriors” da NBA começou em 2015, com o primeiro título do time comandado por Steve Kerr e Stephen Curry. Em 2016, o time de Oakland foi derrotado para o Cleveland Cavaliers, de LeBron James, nas finais, e se viu obrigado a se reforçar para não repetir os erros em 2017.

Considerado por muitos como o melhor jogador da liga, Kevin Durant chegou, fazendo com que a equipe se tornasse, pelo menos no papel, uma das melhores da história do basquete mundial. Dentro de quadra, as expectativas foram correspondidas e o título veio de forma incontestável, assim como neste ano, no bicampeonato.

Acontece que, na próxima temporada, o Golden State promete ser ainda mais dominante. Um dos melhores, senão o melhor, pivô da NBA, DeMarcus Cousins assinou contrato por um ano e, a fim de faturar seu primeiro anel, reforçará o único setor da equipe que ainda não contava com uma estrela de nome: o garrafão.

Desta forma, a opinião de McCollum faz sentido, uma vez que a “panela” não contribui, de fato, para o equilíbrio da competição. No entanto, para quem gosta de assistir a um basquete de qualidade, os Warriors não deixarão a desejar, como próprio ala apontou, ao se retratar nas redes sociais.

“Vocês seguem divulgando esses comentários e eu fico parecendo um ex-namorado amargurado. Os Warriors são um dos melhores times da história, com dois atletas que podem estar entre os 15 maiores de todos os tempos e quatro futuros membros do Hall da Fama. Eu estou feliz. Parem de fazer-me parecer um rabugento”, escreveu.

C.J. McCollum e os Blazers, assim como o supertime dos Warriors, estarão em ação a partir do dia 16 de outubro, data do início oficial da temporada 2018/2019 da NBA.