<
>

Há 14 anos, 'maior luta da história' dava nova vida ao UFC

Em 9 de abril de 2005, há exatos 14 anos, o UFC mudava de rumos em uma das lutas mais épicas de sua história.

View this post on Instagram

Watch 1000's more bouts on UFC Fight Pass now!

A post shared by ufc (@ufc) on

Naquele dia, Forrest Griffin e Stephan Bonnar entravam no octógono em Las Vegas para fazer a final do primeiro The Ultimate Fighter, o reality show do UFC. E se hoje o Ultimate é um exemplo a ser seguido e fatura milhões como o maior evento de MMA do mundo, naquela época era bem diferente.

Quatro anos antes dessa luta, o UFC havia sido comprado por meros US$ 2 milhões (em 2016 foi vendido por US$ 4 bilhões). O TUF era basicamente a última cartada da cúpula do evento para fazer dar certo. Se hoje as redes de televisão quase entram em guerra e pagam valores astronômicos pelos direitos do UFC, à época, nos Estados Unidos, quase ninguém tinha interesse.

E no octógono Griffin e Bonnar deram um show por três rounds em uma luta que é até hoje vista pelo presidente do UFC, Dana White, como a maior de todos os tempos. Trocação de socos intensa, ambos lutadores arrojados e sangue para todo lado. Hoje, ambos estão no Hall da Fama.

Essa luta foi o primeiro passo para o resgate do UFC, que dali em diante se tornou um dos maiores eventos de esporte do mundo.