<
>

Anderson Silva, McGregor, José Aldo, Amanda Nunes e mais um cinturão: como UFC Curitiba pode ser o maior da história no Brasil

O UFC em Curitiba ainda nem está confirmado, mas começa a se desenhar como um dos maiores cards da história do evento no Brasil. Isso porque praticamente todos os lutadores consagrados do país já manifestaram interesse em lutar na capital paranaense – e até Conor McGregor entrou na onda. A expectativa é de que Dana White confirme o card para o dia 11 de maio.

Até agora, só uma luta já está praticamente confirmada. E é uma disputa de cinturão: a paranaense Jessica Bate-Estaca vai desafiar Rose Namajunas pelo título dos pesos palhas.

Só que vários outros grandes nomes do MMA brasileiro já manifestaram interesse e prometeram pedir a Dana White uma chance de lutar em casa.

É o caso de Anderson Silva, por exemplo. Neste final de semana, o brasileiro de 43 anos pediu a chance de finalmente conseguir lutar em casa. Ele deveria ter feito parte do card do UFC 198, em 2016, mas teve que desistir da luta por um problema na vesícula. Spider cresceu nas artes marciais treinando na Chute Boxe, na capital paranaense.

Desta vez, ele desafiou Nick Diaz. E empolgou até o irlandês Conor McGregor, que disse que enfrentaria Nate Diaz no mesmo card de Curitiba.

Antes disso, porém, outros grandes nomes já haviam pedido a chance. É o caso, por exemplo, de José Aldo, que pretende fazer as duas últimas lutas de seu contrato em solo brasileiro. Segundo o treinador Dede Pederneiras, ele poderia enfrentar Alexander Volkanovski. Assim, ‘forçaria’ o UFC a dar a ele mais uma chance de disputar o cinturão – já que, em caso de vitória, ele teria batido todos os tops da categoria.

Já Amanda Nunes quer a luta principal do evento - ela está de olho em uma luta com Holly Holm. E ainda quer que a companheira Nina Ansaroff lute no mesmo card, em outro combate que poderia significar uma eliminatória pelo título.

Mas Amanda também tem Cris Cyborg de olho nela: a ex-campeã dos penas quer uma revanche, mas pretende se apresentar "em casa" de qualquer maneira.

Maurício Shogun, que também é curitibano, é mais um nome cogitado.

E ainda há outro ex-campeão que cogita uma luta em Curitiba: Rafael do Anjos, que poderia enfrentar Santiago Ponzinibbio.

Anderson Silva, Conor McGregor, José Aldo, Amanda Nunes, Nick Diaz, Nate Diaz, Holly Holm, Cris Cyborg, Rafael dos Anjos e Maurício Shogun. Se Dana White aceitar todos os pedidos, seria um card para absolutamente ninguém botar defeito.