<
>

Aldo comemora volta às vitórias no UFC, mas admite: 'Duvidei que seria capaz'

Aldo celebra vitória sobre Jeremy Stephens no UFC Calgary Getty

José Aldo está de volta.

Na madrugada de sábado para domingo, o brasileiro venceu por nocaute o norte-americano Jeremy Stephens aos 4m19s do primeiro round.

Mas, claro, o caminho para voltar às vitórias no Ultimate não foi fácil. Algo que o próprio Aldo deixou claro após a luta no UFC Calgary.

"A sensação é incrível, fico com lágrimas nos olhos porque venho de duas derrotas, e cheguei a duvidar se seria capaz de vencer novamente", disse o brasileiro de 31 anos. "Os treinamentos foram ótimos, meus treinadores e colegas falavam para mim que eu ainda sou um campeão. Estou muito feliz pela vitória."

José Aldo não vencia por nocaute técnico no UFC desde 2013, quando superou o coreano Chan Sung Jung, no Rio de Janeiro. Adversário desta noite, o norte-americano Jeremy Stephens tinha vencido os seus últimos três compromissos. Mas não foi páreo para José Aldo.

"O plano durante os treinos era de voltar às minhas raízes. Ir para a luta e tentar empolgar o público. Acho que conseguimos isso", seguiu Aldo durante a coletiva pós-luta.

Uma terceira luta contra o atual campeão Max Holloway ainda é pouco provável, principalmente por Brian Ortega ser o principal nome para tentar tirar o título dos penas de Holloway. Mas nada disso atrapalhou a comemoração de Aldo.

"O aniversário da minha filha está chegando, quero dedicar esta vitória para ela. Quero aproveitar o tempo para ficar com ela um pouco, mas o cinturão ainda é minha meta, e vou atrás dele."