<
>

Mourinho sobre Manchester United: Técnicos 'bons moços', após três meses, podem se tornar fantoches

play
Rafa Oliveira analisa ano de Pogba na Premier League: 'Em nenhuma das hipóteses estaria na seleção' (0:37)

Comentarista afirmou que meia teve grandes atuações, mas em um 'período curto na temporada' (0:37)

José Mourinho deixou o Manchester United em 2018, mas ainda não esqueceu do clube.

Em entrevista para o jornal francês L’Equipe, o treinador português fez questão de mandar "indireta" para Ole Gunnar Solskjaer, atual técnico dos Red Devils.

"Normalmente, os jogadores consegue sentir um tipo de erosão, principalmente quando você exige muito deles", disse Mourinho. "Quando digo que a segunda temporada (quando o United foi vice-campeão da Premier League) foi fantástica, falo pelo potencial e dos objetivos alcançados."

"Eu realmente tentei espremer como se fosse uma laranja", disse ele, se referindo ao elenco do United. "Quando você tem um grupo profissional, ambicioso e talentoso, não existe a erosão. Mas quando você está praticamente sozinho, não tem apoio do clube e alguns jogadores se voltam contra o treinador, quem é o bom moço? Não quero ser o bom moço, porque ele, depois de três meses, se transforma em um fantoche. E isso não termina bem."

"Falei isso nove meses atrás que, mesmo depois de oito títulos, ser vice com o United foi minha maior conquista. Agora as pessoas entendem", seguiu Mourinho. "Sobre o United, só quero falar duas coisas: a primeira é que o tempo falou. A segunda, os problemas ainda estão lá", disse o português.

Mourinho deixou o clube em dezembro. Quando Solskjaer assumiu o comando, ainda como interino, o United venceu oito jogos seguidos. Porém a reta final da temporada foi decepcionante, com a equipe vencendo duas das últimas doze partidas e ficando de fora da Champions League.