<
>

Rever vê Santos melhor em campo, mas sonha com classificação do Atlético-MG

play
Rodrigo Santana diz que Atlético-MG merecia a vitória e planeja dar mais oportunidades a Cazares (2:24)

Equipes ficaram no empate por 0 a 0 no Independência (2:24)

Atlético-MG e Santos empataram o primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil, em duelo disputado na noite desta quarta-feira, no Independência. Após os primeiros 90 minutos sem gols, o zagueiro Rever percebeu o Santos com leve domínio da partida, no entanto, acredita em um triunfo na Vila Belmiro.

“Eu acho que tem que saber sofrer quando está vencendo, quando está empatando não tem que ter sofrimento. Jogo foi equilibrado com domínio do Santos. Não teve emoção para o torcedor. Demoramos para entender a partida, sofremos mais do que estamos acostumados. Agora só tem jogo desse tamanho para maior. Eu preferia a vitória, mas está tudo aberto, temos condições de ir para São Paulo e quem sabe com a classificação definida”, destacou.

Apesar da percepção de Rever, o segundo tempo do confronto foi todo dominado pelo Atlético. O goleiro Victor, por exemplo, não foi exigido em nenhuma oportunidade na etapa complementar. A entrada de Cazares, inclusive, melhorou a situação alvinegra na frente e o camisa 10 criou boas oportunidades.

O lateral-direito Patric, improvisado na esquerda por causa da contusão de Fábio Santos, acredita que maior posse de bola no jogo em Santos pode dar um resultado melhor.

“Contribuí, o Fábio sentiu, torcemos para não ser nada. A gente entra para dar o melhor, graças a Deus. Foi o primeiro tempo, tem o segundo tempo lá, precisamos de ter mais posse de bola para conseguir um gol e levar para um trabalho melhor executado”, finalizou.