<
>

Sul-Americana: veja como está a fase dos rivais de Corinthians, Atlético-MG, Fluminense e Botafogo

play
Sul-Americana: Arnaldo analisa confrontos da 2ª fase, cita logística do Corinthians e elege o jogo mais complicado (2:24)

Para o comentarista do Linha de Passe, o Deportivo Lara será 'chato' para Corinthians, enquanto Fluminense x Atlético Nacional é o duelo mais difícil. (2:24)

Diferentemente dos confrontos das oitavas de final da Copa Libertadores, o sorteio dos duelos da segunda fase da Copa Sul-Americana colocou no caminho dos brasileiros times que não são tão conhecidos do público. Confira abaixo como tem sido o desempenho recente das equipes que enfrentarão Atlético-MG, Botafogo, Corinthians e Fluminense.

Deportivo Lara-VEN

Adversário do Corinthians

A equipe enfrentou muitas dificuldades na disputa da Libertadores por conta da crise que a Venezuela vive. A partida contra o Cruzeiro no Mineirão, inclusive, precisou ser adiada por conta da dificuldade da delegação em chegar ao Brasil. Mesmo com esta adversidade, o time conseguiu terminar à frente do Huracán, garantindo vaga à Sul-Americana.

Por outro lado, este cenário também tem um aspecto negativo ao Corinthians, que terá de fazer uma longa viagem para encarar o adversário.

Em campo, o Lara não vive bom momento e figura somente na 13ª colocação entre os 20 participantes do Campeonato Venezuelano. A equipe vinha de oito jogos oficiais sem vitórias (sete derrotas e um empate), até bater o Trujillano por 2 a 1 no último final de semana, pela liga nacional.

Atlético Nacional-COL

Adversário do Fluminense

O campeão da Libertadores de 2016, foi lanterna de sua chave em 2017, caiu nas oitavas para o Atlético Tucumán em 2018 e foi eliminado para o Libertad nos pênaltis na terceira fase pré-grupos em 2019. Seus melhores dias no continente já não são mais realidade.

Em solo nacional, continua forte, tendo conquistado o Apertura em 2017 e a última edição da Copa da Colômbia. No atual Apertura, ele se classificou à fase final ao ficar na quinta colocação.

Agora, os oito classificados são divididos em duas chaves. O vencedor de cada uma decide o título. O Nacional estreou com um empate sem gols com o Junior Barranquilla, fora de casa, no último domingo.

Unión La Calera-CHI

Adversário do Atlético-MG

Após ter conquistado o título da segunda divisão chilena em 2017, o clube foi o sexto colocado em 2018 e conseguiu se classificar à Sul-Americana. Atualmente, o time está em terceiro na liga nacional e vinha de sete rodadas invicto (três vitórias e quatro empates), até perder para o Deportes Iquique por 1 a 0 na sexta-feira.

Além do grande momento vivido pelo La Calera, que eliminou a Chapecoense após dois empates na primeira fase, o Atlético-MG também terá um desafio a mais: o gramado sintético do Estadio Municipal Nicolás Chahuán.

Marques lembra grama sintética e analisa Atlético-MG x Unión La Calera-CHI: 'Tranquilo certamente não será'

Sol de América-PAR

Adversário do Botafogo

Sexto colocado no último Apertura e quarto no Clausura, o time ficou em quinto na classificação geral do Campeonato Paraguaio, conseguindo garantir vaga na Sul-Americana.

O Sol de América tem terminado entre a quinta e a sexta posição nos últimos anos na liga nacional e, com isso, está em sua quarta participação seguida na Sul-Americana. Em 2016, parou nas oitavas; em 2017, caiu na segunda fase, assim como em 2018.

Na temporada passada, após ter eliminado o Independiente Medellín pelo critério dos gols fora de casa, o clube paraguaio foi eliminado para o Nacional-URU por 1 a 0 no placar agregado.