<
>

Galiotte nega euforia com sorteio do Palmeiras, mas celebra viagem curta e pausa da Copa América

play
Palmeiras: Galiotte lamenta que jogos não são transmitidos e explica: 'Estamos defendendo os nossos interesses' (2:12)

O Palmeiras segue sem acordo com a TV, e o presidente ainda não encontrou a melhor saída para a equipe (2:12)

O Palmeiras conheceu na noite desta segunda-feira seu adversário nas oitavas de final da Copa Libertadores da América. O fato de o time pegar o Godoy Cruz, time argentino de pouca tradição, foi celebrado pela maioria dos palmeirenses nas redes sociais, mas o presidente Mauricio Galiotte deixou claro que espera dificuldades no duelo.

“Sabemos que os times que disputam a Libertadores são fortes e tradicionais. O Godoy Cruz está aqui hoje por méritos e pela campanha que fez. Toda a empolgação, se é que existe, é por parte do torcedor. Nós respeitamos todos os adversários e vamos trabalhar com muita seriedade. Queremos passar de fase e disputar o título e para isso temos que enfrentar todos os adversários com muita seriedade”, afirmou ao Fox Sports.

O duelo irá acontecer apenas em julho, após a disputa da Copa América no Brasil. Isso, somado ao fato de o time ter um período de treinos livre durante o torneio internacional, foi celebrado pelo mandatário.

“O fato é que as equipes argentinas usam esse período (de meio de ano) como pré-temporada. Nós iríamos com muito mais desgaste de jogos, mas com a parada para a Copa América nós teremos um período de treinos também. Creio que será favorável”, disse.

“No nosso caso será uma viagem um pouco mais curta, então temos que considerar também. É um fato importante, mas dentro de campo, 11 contra 11 e um jogo muito duro”, finalizou.