<
>

Roma vence clássico contra a Juventus e segue sonhando com vaga na Champions League

play
EXCLUSIVO: Messi ou Ronaldo? José Aldo escolhe seu favorito e faz ranking dos maiores da história (1:44)

Lutador nem precisou pensar para escolher seu favorito, mas manteve Pelé no primeiro posto (1:44)

Neste domingo, a Juventus visitou a Roma em clássico válido pela 36ª rodada do Campeonato Italiano. No Estádio Olímpico de Roma, o duelo foi movimentado e contou ótimas atuações dos goleiros Mirante e Szczesny. Quem levou a melhor foram os anfitriões, que venceram por 2 a 0, com gols de Florenzi e Dzeko.

O resultado faz com que os Bianconeros, campeões antecipados, permaneçam com 89 pontos conquistados na ponta da tabela. O time da capital, por sua vez, foi a 62 e, na sexta colocação com um ponto a menos que a quarta colocada Inter de Milão - que joga nesta segunda, contra o Chievo - segue na disputa por uma vaga na Champions League da próxima temporada.

Na rodada do próximo final de semana, a Vecchia Signora se despedirá de seus torcedores na atual temporada, recebendo a Atalanta, em Turim. A Roma, por outro lado, visitará o Sassuolo, na Cittá del Tricolore.

A Juventus ignorou o mando de campo e começou pressionando a Roma no Olímpico. A primeira boa chance de gol surgiu aos sete minutos, com Cuadrado recebendo dentro da área e tentando acertar o canto direito. Mirante foi muito bem no lance e conseguiu fazer a defesa.

Aos 17, foi a vez de Dybala bater de dentro da área, com Mirante saindo do gol e salvando os donos da casa com nova defesa.

Com 19 rodados, Florenzi respondeu para a Roma, arriscando da entrada da área e carimbando o travessão bianconero.

Mirante, sem dúvidas, passou a ser o nome do jogo aos 30, quando Dybala recebeu na entrada da área e bateu seco. O goleiro voou para espalmar e ainda contou com a ajuda da trave para evitar o gol.

Apesar dos esforços, a bola não entrou na primeira etapa e as equipes foram aos vestiários com o placar zerado.

Já na etapa final, a primeira boa chance foi da Lupa. Aos 10 minutos, El Shaarawy aproveitou rebote e chegou batendo de primeira, mandando por cima do travessão em uma das melhores oportunidades da partida.

Aos 19, a Juve se lançou ao ataque e Cristiano Ronaldo balançou a rede. No entanto, o árbitro anulou o gol com auxílio do VAR, marcando um impedimento na origem da jogada.

Aos 23, Szczesny foi responsável por uma verdadeira defesaça. El Shaarawy arriscou da entrada da área e o polonês, abusando de sua elasticidade, voou para espalmar de forma brilhante.

Aos 34, porém, o goleiro da Juve nada pôde fazer para evitar o gol da Roma. Após boa jogada pela direita, Dzeko recebeu no meio e, com belo toque em profundidade, deixou Florenzi na cara do gol. Com tranquilidade e categoria, o camisa 24 apenas tirou de Szczesny e correu para o abraço.

Após o gol, a Vecchia Signora esboçou uma reação, mas não fez o suficiente para evitar o revés, o terceiro do time comandado por Massimiliano Allegri nesta edição da Serie A.

E ainda deu tempo para mais um da Roma. Nos acréscimos, Under puxou contra-ataque em velocidade e, ao invadir a área, tocou para Dzeko, livre, completar: 2 a 0, placar final.