<
>

Vasco promete em documento: até 2030, será um dos 3 mais sólidos nas finanças e o melhor time do país

play
Reforço do Vasco, Sidão já treina com o grupo e faz defesas em atividade; veja imagens (0:52)

Goleiro ainda não foi anunciado oficialmente pelo clube carioca (0:52)

O Vasco da Gama divulgou na última terça-feira seu balanço oficial do ano fiscal de 2018.

O maior destaque do documento, porém, são as previsões feitas pela diretoria comandada por Alexandre Campello para a próxima década.

A previsão é de que, em 11 anos, o clube da Colina esteja no top 3 das finanças entre os clubes brasileiros.

Além disso, a ideia é ser o melhor time do país dentro de campo, com marca reconhecida em todo o planeta.

"Até 2030, o Vasco da Gama deve possuir uma das 3 (três) mais sólidas estruturas econômico-financeira do futebol brasileiro, a melhor performance esportiva e ter sucesso na plena internacionalização da marca", escreveu o Vasco, na parte III do item 3, que trata do planejamento estratégico, focado especialmente no período que vai de 2024 até 2030.

Já no item 2, o Vasco compara seus números ao de outros gigantes da Série A.

A equipe de Campello alega ter apresentado o maior superávit entre todos os grandes do país, com R$ 65 milhões, à frente de Grêmio (R$ 53,5 milhões), Flamengo (R$ 45,9 milhões), Palmeiras (R$ 30,7 milhões) e São Paulo (R$ 7,2 milhões).

Os cariocas ainda afirmam que tiveram a 2ª maior redução de dívida do país, de R$ 93 milhões. Nesse quesito, só o São Paulo foi melhor, com R$ 123,4 milhões.

Para o futuro mais próximo, até 2020, o Vasco planeja:

- Redução de gastos de toda ordem (inclusive no futebol, em um primeiro momento);
- Aumento das receitas com sócios, bilheteria, patrocínios e licenciamentos;
- Arrecadação com vendas de atletas e;
- Renegociação justa e com respeito ao fluxo de caixa do clube para com os credores.

Simultaneamente, o time quer fazer as seguintes ações estruturais:

- Reformulação dos processos e forma de trabalho no futebol de base;
- Adoção de ferramentas de gestão como sistemas de informações integrados;
- Implantação de unidade de recursos humanos para a efetiva adoção de processos rigorosos, incluindo contratação e demissão, programas voltados ao bem estar dos colaboradores, programas de trabalho voluntário, promoções, treinamento e plano de cargos e salários;
- Redesenho dos processos em todas as unidades administrativas;
- Implantação de decisões colegiadas;
- Reformulação e qualificação do Departamento de Contabilidade;
- Auditoria externa de primeira linha;
- Reformulação do Programa de Sócios, dos sistemas de controle e recadastramento geral;
- Centralização das compras e dos estoques, assim como revisão dos controles de ambas as atividades;
- Profissionalização da estrutura administrativa e gerencial;
- Criação de uma unidade de auditoria interna;
- Implantação de Portal de Transparência.

Adicionalmente, o Vasco ainda quer por em prática:

- Reforma e ampliação do Estádio de São Januário;
- Construção de um Centro de Treinamento próprio;
- Reforma e melhor utilização das sedes da Lagoa e Calabouço.