<
>

Cuca fala de doping e depressão de Carneiro, diz que teve conversa de pai para filho e pede: 'Temos que pensar no ser humano'

play
Cuca conta conversa que teve com Gonzalo Carneiro e comenta doping do atacante (1:32)

Atacante do São Paulo foi pego no doping por suspeita de uso de cocaína (1:32)

O técnico do São Paulo, Cuca, comentou sobre a suspensão provisória do atacante Gonzalo Carneiro por suspeita de uso de cocaína em entrevista coletiva no CT da Barra Funda nesta terça-feira.

“É um tema muito delicado que a gente não pode fazer qualquer julgamento sem antes saber o que de fato ocorreu. Eu estava sabendo já na semana passada sobre o ocorrido. Então teve um dia da semana em que eu vi ele passando e falei ‘ Gonzalo eu preciso falar com você’. E depois do treino, ele veio e a gente ficou conversando na boca da noite”, releva Cuca.

"Eu tenho um filho com 30 anos e ele tem 23. É um jovem de um outro país que está em São Paulo em seu primeiro grande clube. Então não podemos fazer julgamento. Temos que pensar no ser humano. Já tivemos outros casos no clube. Devemos esperar para ver o que será resolvido com a Fifa e saber exatamente o que aconteceu", completa o treinador.

Nesta terça-feira, o empresário do jogador, Pablo Bentancur, afirmou que o uruguaio estava passando por um período de depressão por não estar atuando com frequencia. Questionado sobre o assunto, Cuca falou que não sabia do problema.

"Não. Por isso que eu falei, é muito pouco tempo aqui. A gente não tem conhecimento profundo do grupo. Mesmo quando temos este conhecimento muitos deles são fechados. O jogador de fora tem dificuldades de se adaptar, assim como nós temos quando vamos para outro país", afirmou o comandante.

Carneiro foi pego no exame anti-doping na partida contra o Palmeiras ainda na primeira fase do Paulistão, quando o São Paulo foi derrotado pelo placar de 1 a 0 no Pacaembu.

Ele foi contratado pelo clube em abril do ano passado e tem contrato até o fim de 2021. No total, ele atuou em 24 partidas e fez apenas um gol.